sexta-feira, 16 de junho de 2017

Inclusão e acessibilidade na 21ª Parada Gay de São Paulo

foto: brasil.estadao.com.br/blogs/vencer-limites

Pessoas com deficiência já podem se preparar para ocupar as ruas: este ano será possível participar plenamente de dois eventos que integram o 21º Mês do Orgulho LGBT de São Paulo: a 17ª Feira Cultural da Diversidade e a maior parada LGBT do mundo – cujo tema é “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um Estado Laico” - serão acessíveis. Com o objetivo de facilitar o acesso das pessoas com deficiência à Parada Gay, parcerias estão sendo articuladas com as linhas de transporte público – metrô, CPTM e ônibus - e vans do serviço Atende transportarão pessoas com deficiência previamente cadastradas até o evento.

“Essa será uma grande oportunidade para chamar a atenção para o direito a sexualidade, orientação sexual e identidade de gênero das pessoas com deficiência. Todos esses aspectos, infelizmente, foram esquecidos perante a supremacia dos discursos dominados pelos modelos médico e religioso da deficiência e precisam ser urgentemente resgatados”, afirma o secretário da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato.

A diversidade humana será respeitada e celebrada em todas as suas faceta. Afinal, todos – independente de suas condições de vida e orientações sexuais – têm amor para dar e desejos para realizar.

17a. Feira Cultural LGBT

A 17ª Feira Cultural LGBT acontece dia 15 de junho, das 10h às 22h, ao longo de todo o Vale do Anhangabaú, onde existirão seis pórticos de entrada e saída, todos com informações sobre acessibilidade e passagens para cadeirantes. Ademais, uma rota acessível sairá da Rua Libero Badaró e seguirá diretamente para a área VIP, na frente do palco onde ocorrerão as atividades.

No evento haverá um estande compartilhado entre a SMPED e o CMPD que oferecerá informações sobre inclusão, acessibilidade e emporaderamento LGBT da pessoa com deficiência e disponibilizará o ICOM, central de tradução simultânea da Associação Amigos Metroviários dos Excepcionais (AME) que possibilita o diálogo entre pessoas surdas e ouvintes - a tradução ocorre por meio de uma vídeo chamada com a participação de intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

No espaço, os visitantes obterão esclarecimentos sobre as funções dos dois órgãos e os Direitos das Pessoas com Deficiência. Haverá um guia de acessibilidade em formato impresso para ser distribuída graças ao apoio da Goodbros, empresa fundadora do Biomob, o aplicativo que constitui um mapeador digital gratuito de locais com acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

A área VIP da feira será totalmente acessível e as pulseiras para adentrá-la poderão ser retiradas no estande da SMPED. Além disso, durante todas as apresentações, protagonizadas por artistas LGBTs, os intérpretes de Libras realizarão a tradução, e às 15h, um flash mob. com sinais e gírias específicas da linguagem adotada pela comunidade.

21a Parada do Orgulho LBGT

No domingo, dia 18 de junho, Pessoas com Deficiência também poderão aproveitar muito durante o desfile do bloco preparado exclusivamente para que elas demonstrem todo o seu charme e sensualidade com segurança na 21ª parada Do Orgulho LGBT de São Paulo, que ocorre das 10h às 18h, na Avenida Paulista. A concentração será a partir das 10h, no vão livre do MASP, com saída às 12h30.

O show de encerramento do evento terá tradução em Libras. Haverá um espaço reservado para pessoas com deficiência a partir das 19h, no Vale do Anhangabaú.

Serviço:

17ª Feira Cultural da Diversidade LGBT
Data: 15 de junho (quinta-feira)
Horário: das 10h às 22h
Endereço: Vale do Anhangabaú – Centro
Informações: http://paradasp.org.br/

21ª Parada do Orgulho LGBT
Data: 17 de junho (domingo)
Horário: 12h30 – concentração: a partir das 10h.
Endereço: Avenida Paulista – Em frente ao MASP

Ações Inclusivas

Dia 15:

17ª Feira Cultural da Diversidade LGBT- Vale do Anhangabaú

- Estande compartilhado da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED) e do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo (CMPD-SP)

- Oficina de Libras e esclarecimentos sobre as funções e realizações da SMPED e do CMPD-SP.

- Distribuição de pulseiras para área VIP.

- Rota acessível que indicará espaços e banheiros químicos que possuem acessibilidade.

- Flash mob. de Libras com sinais e gírias específicas da linguagem LGBT durante todas as apresentações.

- Central de Tradução simultânea de Libras por meio de vídeo chamada (ICOM) da Associação Amigos Metroviários dos Excepcionais (AME) para auxiliar o atendimento do público.

- Distribuição de impressos que indicam locais com acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

· Dia 18:

Parada do Orgulho Gay

- Desfile do bloco das pessoas com deficiência.

- Show de encerramento com tradução em Libras. Haverá um espaço reservado para pessoas com deficiência.

- Vans do serviço Atende transportarão pessoas com deficiência previamente cadastradas no dia do evento.

Fontes: Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência - siemaco.com.br

Nenhum comentário: