terça-feira, 27 de junho de 2017

Menino surdo-mudo de 11 anos é amarrado e agredido dentro de escola em Cuiabá, diz polícia

Quatro adolescentes de 13 e 14 anos foram apontados pela vítima como autores da agressão. Criança foi encontrada por diretor dentro do banheiro da escola.

Por Lislaine dos Anjos, G1 MT

Caso de agressão foi registrado dentro da Escola Estadual Salim Felício, em Cuiabá (Foto: Google Maps/Reprodução)
Caso de agressão foi registrado dentro da Escola Estadual Salim Felício, em Cuiabá (Foto: Google Maps/Reprodução)

Um menino surdo-mudo de 11 anos de idade foi amarrado e agredido por quatro adolescentes dentro do banheiro de uma escola estadual no Bairro Parque Cuiabá, na capital, nesta segunda-feira (26). Segundo a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, o caso foi registrado na Escola Estadual Salim Felício. O G1 tentou, mas não conseguiu contato com o diretor da unidade escolar.

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) informou à reportagem que a pasta promove campanhas contra o bullying em toda a rede escolar e que, nesse caso, a escola realizou o procedimento correto, que consiste em acionar o Conselho Tutelar e a Polícia Militar e registrar um boletim de ocorrência sobre a situação.

Segundo consta no boletim de ocorrência, a criança foi encontrada pelo diretor da escola por volta das 9h [10h no horário de Brasília], dentro do banheiro da unidade. De acordo com a PM, o menino estava amarrado e teria sido agredido com socos e chutes. Os agressores ainda teriam tentado empurrar a cabeça da criança dentro do vaso, segundo o diretor.

A guarnição de ronda escolar da PM foi acionada pelo diretor e, quando chegou ao local, a criança já havia sido desamarrada. O menino, então, indicou aos policiais e ao diretor que os autores da agressão seriam quatro adolescentes, sendo um deles com 13 anos de idade e os demais, com 14 anos.

O diretor da escola e os policiais entraram em contato com os pais da vítima e dos supostos agressores e todos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Cuiabá. Até o momento em que o boletim foi lavrado, apenas os pais de um dos adolescentes havia comparecido ao local.

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: