quarta-feira, 21 de junho de 2017

Técnica desenvolvida no Brasil devolve movimentos a vítimas de AVC.

do BOL, em São Paulo - Com informações da EPTV

Reprodução/emdocs
Sucesso do tratamento requer que o infarto seja diagnosticado rapidamente
Sucesso do tratamento requer que o infarto seja diagnosticado rapidamente

Um novo tratamento criado na Faculdade de Medicina da USP em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, tem tido sucesso em retirar coágulos em pacientes que sofreram AVC (acidente vascular cerebral). Segundo a reportagem da EPTV, afiliada da Globo, a técnica reduz as sequelas como perda de movimentos e paralisia facial.

Aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o tratamento desentope as artérias do cérebro com o uso de um microcatet., inserido na perna do paciente, que aspira ou retira o coágulo.

O neurologista Octávio Pontes-Neto destacou que o sucesso do tratamento depende da busca imediata por atendimento médico,já que os neurônios morrem rapidamente com a falta do oxigênio levado pelo sangue.

Mesmo assim, o pesquisador destacou que a técnica é mais eficaz que o método tradicional, que usa medicamentos para dissolver os coágulos.Pontes-Neto afirmou que, com o microcateter, 80% dos vasos afetados podem ser limpos.


Nenhum comentário: