quinta-feira, 1 de junho de 2017

Tecnologia amplia acessibilidade no Brasil

Durante a Reatech 2017, Laramara apresenta recursos que facilitam a rotina no mercado de trabalho, na escola e no lazer de pessoas com deficiência visual

O desenvolvimento da tecnologia não revolucionou apenas o mercado de eletrônicos no mundo, mas, também, vários recursos utilizados por pessoas com necessidades especiais. No Brasil, a Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual – nacionalizou equipamentos essenciais para educação, como a máquina de escrever em braille, e oferece os principais produtos tecnológicos para facilitar a vida cotidiana de brasileiros cegos ou com baixa visão.

Relógios e calculadoras que falam, impressoras em braille, acessórios que permitem decodificar o texto de uma página de internet em braille, ampliadores de tela e leitor de livros digitais são alguns dos produtos de ponta oferecidos pela instituição em seu centro de tecnologia especializada, o Laratec.

Neste ano, é possível conhecer novidades deste setor na Reatech 2017, maior feira de acessibilidade da América Latina, que acontece de 1 a 4 de junho, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, que conta com a participação da Laramara para oferecer informações, produtos e serviços para pessoas com deficiência visual.

Confira as novidades da instituição:
Máquina Braille:
A máquina de escrever em Braille da Laramara é um produto nacional e é a única produzida na América Latina. Sua função é facilitar a alfabetização de pessoas deficientes visuais.

Linha Braille Brailliant:
Disponível nos modelos BI 32, BI 40 e B 80, este produto dá acesso tátil (pelo sistema Braille) à informação da tela do computador, celular ou tablet. Sob o comando do usuário do computador, o leitor de telas (software) transforma as informações exibidas em códigos, enviados às celas Braille eletromecânicas do display, onde pinos sobem e descem para formar os caracteres Braille. Os displays Brailliant trabalham com os sistemas Windows e Apple (Mac e IOS) e com os leitores Jaws, NVDA e Window Eyes.

Readit Scholar:
O Readit Scholar está entre os videoampliadores em HD mais modernos do mercado. O equipamento também é um escâner com voz que, em segundos, reproduz textos e descreve imagens. Possui câmera de 16 megapixels e zoom digital de 21x para imagens tanto distantes quanto próximas.

VictorReader:
Disponível na versão de mesa (Stratus) e portátik (Stream), este equipamento desempenha a função de tocador de audiolivros, revistas, jornais e documentos de informática em uma grande diversidade de formatos: DAISY, MP3, WAV, TXT, HTML, XML e DOCX. Reproduz os conteúdos a partir de distintas mídias, como CDs, cartões SD e drives USB. O modelo é o primeiro no Brasil a funcionar com a tecnologia DAISY (sigla em Inglês para Sistema de Informação Digital Acessível), que permite ao usuário com deficiência visual ler conteúdos de livros eletrônicos, por meio de sua estrutura (índice de matérias, páginas, parágrafos, períodos, palavras e caracteres) com a mesma facilidade de pessoas sem problemas de visão.

Relógios de pulso:
O relógio de pulso foi projetado para dar mais autonomia às pessoas com deficiência visual. A linha possui diversos recursos, como números em autorrelevo e função sonorizada.

Sobre a Laramara:
A Laramara é uma das mais atuantes instituições especializadas em deficiência visual e um centro de referência na América Latina no desenvolvimento e na pesquisa na área da deficiência visual. Realiza atendimento especializado nas áreas socioassistencial e socioeducativas com ações complementares e atividades específicas essenciais à aprendizagem e desenvolvimento das pessoas com deficiência visual e com deficiências associadas. As atividades são realizadas em grupos, organizados por faixa etária e os usuários dispõem ainda de atendimentos específicos de Braille, Soroban, Desenvolvimento da Eficiência Visual (Baixa Visão) e Orientação e Mobilidade. Disponibiliza recursos humanos para apoio à inclusão social, colabora para o aperfeiçoamento e a capacitação de profissionais e divulga suas experiências e aquisições para todo o Brasil, por meio de 30 recursos instrucionais produzidos por sua equipe, como livros, manuais e DVD's, contribuindo para que todas as crianças brasileiras possam ser educadas e beneficiadas. Laramara trouxe para o Brasil a fabricação da máquina Braille e da bengala, indispensáveis para a educação e a autonomia da pessoa cega. Buscando a inclusão profissional de jovens e adultos com deficiência visual, ampliou seu projeto socioassistencial, incluindo a preparação para o mundo do trabalho e vem desenvolvendo um programa especial para os jovens maiores de 17 anos. Laramara, desde sua fundação, acredita no valor do brincar e do brinquedo para a interação com a criança e para facilitar o desenvolvimento infantil; defende o direito da criança com deficiência visual a um aprendizado alegre e prazeroso, com brincadeiras e otimismo e continua cada vez mais unida em torno deste ideal. O trabalho de Laramara que, em 2013 completou 22 anos, atua efetivamente no estado de São Paulo e procura colaborar também para a inclusão das pessoas com deficiência visual em todo o Brasil.

Informações para a imprensa:
Tacla Consultoria de Comunicação
Sandra Tacla e Henrique Malveis
Tel.: (11) 3842-4235 ou 98288-0505

Fonte: Tacla p/ e-mail.

Nenhum comentário: