quarta-feira, 21 de junho de 2017

Testando produtos da MERCUR - Fixadores de mãos e Engrossadores - Veja os vídeos.


*Por Thaíse Maki - Matéria do Blog Cantinho dos Cadeirantes.

Há um tempinho nós, do Cantinho dos Cadeirantes, conhecemos a linha de produtos da MERCUR e ficamos encantados, pois além de cada item ter um preço maravilhoso, super baratinho e que todos podem comprar.

Logo depois, para a nossa surpresa, fomos presenteados pela MERCUR com alguns produtos da campanha “Diversidade na Rua” e desde então vínhamos pensando na melhor forma de testá-los para contar tudo pra vocês. Vamos lá?!

OS PRODUTOS



Além da Carol Constantino, eu (Thaíse Maki) também testei os produtos e foram bem úteis para mim, pois sou tetraplégica, lesão C4 a C6, com movimentos parciais nos braços e punhos, não possuo movimentos nos dedos e minha mão não é completamente estendida.

Assim que recebi o pacote, me surpreendi com o conteúdo: tiras e rodinhas de borracha. O que eu faria?

Não demorou para que as necessidades do meu dia a dia começassem a surgir e então pensei: "O que eu gosto/preciso fazer? O que eu não consigo fazer sozinha?"

Usar pincéis de maquiagem (a maioria deles são finos e não consigo pegá-los, com segurança, usando uma mão só);

Pentear meu cabelo (lá atrás, sem me desequilibrar da cadeira de rodas);
Comerrrrr;

Escovar os dentes (a escova sempre escorrega dos meus dedos);
Lixar as unhas (eu tento… mas sai tudo torto - Aff!!);
Sublinhar textos usando lápis ou caneta marca-texto (toda vez que eu quiser, sem pedir ajuda!).

Bom, nem preciso dizer o quanto apanhei para achar o ponto certo (posição) de cada tirinha e a altura de cada disco nos objetos que eu usava. Mas depois, foi tudo de bom!
Deixei tudo adaptado e fui fazendo uso ao longo de uma semana, corriqueiramente. Olha só:

ME MAQUIANDO...


Consegui me maquiar (sombra, lápis, iluminador, etc), sem fazer malabarismos! Usei tudo com os discos. Minha dica é você moldar os discos (quantidade e posição) seguindo o formato da sua mão e dedos – as mãos que, por si só, já ficam mais fechadas (tal como a minha), terão mais facilidade com os discos; já para quem tem os dedos mais abertos/esticados, indico a tirinha amarela (a menor de todas, já que as tiras são de vários tamanhos e cores), que é a mais fina e se adapta melhor aos objetos mais estreitos.

Aliás, MERCUR... Dá pra fazer uma tira mais fina que a amarela 
para que possamos colocar em objetos mais estreitos?




LIXANDO AS UNHAS...

Lixar as unhas foi meu ponto fraco… coloquei uma lixa mais larga (usei a lixa banana), mas meus dedos são muito soltos e ao lixar, o atrito com a unha (que deveria ser mais forte), impedia a lixa de correr corretamente e eu acabei lixand
o tudo torto e mandando tudo pra “tonga da mironga” %$#@%!!!!!

HORA DE COMER...


Para comer usei o fixador em tiras (rosa ou amarelo, dependendo da espessura do talher) e prendi nos 4 dedos da minha mão. Nem cogitei usar a tirinha em facas, pois não consigo firmar para cortar com segurança.

Sujou? Sim. Mas é muito fácil de lavar!



ESCREVENDO, DIGITANDO...

Escrever e sublinhar também não foram problemas. Oba!!!



Confesso que já uso uma órtese própria para escrever (que meu Tio inventou utilizando fio elétrico e clip de papel – Adoro!) e ela facilita minha vida pois posso usar em qualquer caneta, trocando tudo sozinha. Mas os discos da MERCUR em nada deixaram a desejar; já para grifar/sublinhar (marcar o texto), preferi as tirinhas.

Para digitar, uso as órteses que ganhei do SARAH (v. imagem abaixo - órtese de PVC, com haste de madeira e ponta de borracha). Mas sempre que ela quebra eu fico "na mão" até conseguir outras. A tirinha amarela vai ser meu "plano B"!




ESCOVANDO OS DENTES E OS CABELOS...


Para escovar os dentes, as tirinhas também foram um espetáculo! Ficou fácil para lavar, encaixar na mão, etc.

No cabelo também deu tudo certo! Apesar de ser feita de borracha, elas não embaraçam e nem ficam puxando os fios. (v. imagens - OBS: a modelo das imagens é uma grande amiga!)



Bom, espero ter aguçado a mente e a curiosidade de todos que acompanharam este post até aqui. Pensar no que fazer com as tirinhas e os discos não foi difícil, já colocar em prática e aprender a usá-los com paciência e insistência foi complicado no começo e muito gratificante ao final.

Conhecer e REconhecer os nossos limites é importante
e saber que com a ajuda de "certos produtos" (adaptações)
podemos ter de volta a nossa independência (ainda que parcialmente...
ainda que "um pouco torta"...), NÃO TEM PREÇO!

Pessoal, a MERCUR traz a campanha “Diversidade na Rua”: um espaço para receber historias do dia-a-dia e informações, compartilhar e difundir assuntos sobre o tema da diversidade, inclusão e acessibilidade. Muito legal!

Gostou dos produtos que testamos neste post? Então entra no site que tem muitoooooo mais coisas interessantes - site: http://www.diversidadenarua.cc/.

                                 

Nenhum comentário: