terça-feira, 20 de junho de 2017

Vencer é detalhe! Em cadeira de rodas, menina participa de corridas com a mãe

Karen Pessato nasceu com paralisia cerebral, joga bocha e participa de corrida de ruas com a mãe e também sozinha na cadeira motorizada: "Apesar dos empecilhos, ela é muito feliz"

Por GloboEsporte.com, Uberaba, MG

Karen Maria Pessato com a mãe, Janaína Pessato (Foto: Felipe Santos)
Karen Maria Pessato com a mãe, Janaína Pessato (Foto: Felipe Santos)

O esporte nos mostra quase que em todos os dias que é muito mais que uma prática de competição. O exemplo do último fim de semana tem nome e reforça este argumento: Karen Maria Pessato, de 14 anos, ou Kaka como é conhecida. O esporte está no DNA. Filha da educadora física e treinadora da equipe de bocha da Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba (Adefu), Janaína Pessato, Karen nasceu com paralisia cerebral. Nada que a impeça de participar de corridas de rua junto com a mãe. No domingo, correu com Janaína na prova principal e participou sozinha, na cadeira motorizada, da Corrida Run Kids. Participou como todas as crianças. No fim, recebeu medalha como todas elas. Cada medalha, aliás, representa muito mais do que competir para quem aprendeu a vencer todos os dias.

Logo na largada dos 400m na para a garotada era possível ouvir de longe as risadas de Kaka. A cada metro percorrido, ela ria alto, sorria, vibrava junto com todos que estavam à beira da pista. Cenário ideal para Karen, segundo a mãe. Pelo reconhecimento das pessoas que a acompanham e também para a garota se sentir integrada às crianças da idade dela.

Foi bem legal. É importante para a Karen tanto competir comigo auxiliando, como correr com a própria cadeira dela, que é motorizada, uma coisa diferente em uma corrida, lógico. É importante a participação, a integração com o grupo da idade dela – afirmou.

Kaka tinha corrido com Janaína a prova de 10km, na manhã de domingo, na Uberaba 10 km, algo que tem se tornado rotina. A competição na cadeirinha, sozinha, foi a segunda prova.

Karen na linha de chegada da Uberaba 10 km (Foto: Felipe Santos)
Karen na linha de chegada da Uberaba 10 km (Foto: Felipe Santos)

Além da corrida, Karen também joga bocha. O esporte foi o caminho que a menina encontrou para extrapolar a felicidade que sente, segundo a mãe. De estar com as pessoas e mostrar que a paralisia pode ser um obstáculo, mas insuficiente para tirar dela o desejo de estar no esporte. Mostrou a todos no Parque Fernando Costa que vencer é só um detalhe.

Ela gosta de participar com o grupo dela, de mostrar que é feliz. Apesar dos empecilhos da vida, ela é muito feliz. E ela pode – concluiu.

Karen Maria Pessato na Uberaba 10 km  (Foto: Felipe Santos)
Karen Maria Pessato na Uberaba 10 km (Foto: Felipe Santos)


Karen Maria Pessato na Uberaba 10 km (Foto: Felipe Santos)
Karen Maria Pessato na Uberaba 10 km (Foto: Felipe Santos)


Karen Maria Pessato, a Kaka, na Uberaba 10 km (Foto: Felipe Santos)
Karen Maria Pessato, a Kaka, na Uberaba 10 km (Foto: Felipe Santos)


Nenhum comentário: