quinta-feira, 6 de julho de 2017

Atletismo de Jogos Adaptados reúne 500 pessoas com deficiências, no AM

Competição foi realizada na manhã desta sexta-feira, na pista olímpica da Universidade Federal do Amazonas, na Zona Sul de Manaus

Por GloboEsporte.com Manaus, AM

Jogos Adaptados André Vidal (Jaavas) (Foto: Lton Santos/Semcom)
Mais de 500 pessoas participaram dos jogos nesta sexta (Foto: Lton Santos/Semcom)

Aproximadamente 500 pessoas com deficiências participaram, na manhã desta sexta-feira, das disputas de atletismo dos Jogos Adaptados André Vidal (Jaavas). A competição encerra neste sábado, com atividades físicas voltadas para crianças de até cinco anos. Na pista olímpica da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), foram realizadas as corridas de 30, 50, 70, 100 e 200 metros livres, além do arremesso de pelota.

Enquanto fazia seu alongamento, Wesley Marcel, aluno do Complexo Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, prometeu que ia vencer a competição de 100 metros e cumpriu a promessa. Ainda cansado da prova, ele afirmou ser quase um profissional.

Eu sou o melhor. Eu treino lá na rua da minha casa e eu disse que ia ganhar, não disse?! - comentou o campeão.

Alefe Pereira, de 20 anos, tem deficiência física e intelectual. Nas pistas, com a “mãozinha” da avó, é um sucesso. Ele participou da corrida de 30 metros, com a avó Inocência Pereira, de 62 anos, de pilota, empurrando a cadeira de rodas do neto durante o percurso.

Tem cinco anos que ele estuda no André Vidal (complexo de educação especial) e eu sempre participo das atividades com ele. É importante participar, né? Eu adoro e ele também fica muito feliz. Ele era um menino que não tinha nada de movimento, mas depois que ele entrou na escola faz tudo, até dançar – disse a avó coruja.

Jogos Adaptados André Vidal (Jaavas) (Foto: Lton Santos/Semcom)
Familiares apoiaram e entraram na brincadeira (Foto: Lton Santos/Semcom)

A participação de pais e familiares no evento foi grande. A cada prova concluída, era uma festa. Clodoaldo Campos, pai do aluno Kayrton Campos, da Escola Municipal Hiran Caminha, comentou sobre a importância de incentivar o filho a praticar atividades esportivas.

Nesse momento é muito importante acompanhá-lo. A escola está dando essa oportunidade dele participar de uma competição esportiva, então a presença do pai torna-se essencial. Eu vim filmar para marcar e mostrar para ele no futuro que é importante o esporte e a gente tem que incentivar - afirmou Clodoaldo.

Dever cumprido
Segundo a coordenadora do Jaavas, Shirley Amaral, a sensação - mesmo antes do término dos jogos - é de dever cumprido. Ela lembrou que, este ano, o evento cresceu, reunindo mais de dois mil participantes de 33 escolas, além de pessoas do município de Iranduba.

Foi cansativo, mas ótimo. Nós conseguimos alcançar nosso objetivo que era fazer o evento crescer. Estimulamos a sociabilização. Aqui eles estão mostrando para gente que podem praticar esportes, que têm competência para isso – destacou a organizadora.

Nenhum comentário: