domingo, 30 de julho de 2017

Entender que na vida tudo tem um propósito foi fundamental pra mim


por Amigos cadeirantes

O Blog amigos cadeirantes agradece a disponibilidade de compartilhar a sua incrível história de superação com todos nós.

Qual é o seu nome e idade? “Olá, eu me chamo Solyana Coelho, tenho 16 anos.”

Qual a sua deficiência? “Nasci sem os braços e sem joelhos – o que me impede de andar.”

Como se locomove? “Tenho uma cadeira de rodas comum e uma motorizada, e sofro com as dificuldades existentes.”

Quais dificuldades você encontra no dia a dia? “São calçadas sem rampa, são carros que estacionam onde se tem acesso para cadeirantes, são cursos e escolas que só tem escada, são motoristas que não sabem manejar ônibus adaptados e etc”

Como faz com situações que te constrangem? “Eu prefiro entrar num ônibus no colo dos meus pais, pois acho muito constrangedor subir naquelas rampas automáticas. Afinal, a maioria dos motoristas não sabem manusear aquilo, na minha opinião deveria ficar uma pessoa responsável por essa função. Mas não existe, aí o motorista para tudo pra tentar ajudar um cadeirante, e todos os passageiros param para olhar, alguns preconceituosos afirmam estarem com pressa e dizem que atrapalhamos tudo! Um absurdo!”

Quais são as pessoas que mais te ajudam e te apoiam? “Quem mais me ajuda são meus pais, mas tenho muitos amigos.”

Você já sofreu muito preconceito? “Preconceito sempre existe mas nunca sofri com isso, sempre fui muito bem resolvida.”

Onde encontra forças para nunca desistir? “Eu sou evangélica e é Deus quem me dá forças, entender que na vida tudo tem um propósito foi fundamental pra mim.”

Obrigada.



Nenhum comentário: