domingo, 30 de julho de 2017

Entidades de São Paulo são as campeãs dos Jogos Paralímpicos Universitários

Por CPB

Alexandre Urch/CPB/MPIX
Imagem

A Fundação de Ensino Superior de Bragança (SP) e a Faculdade Clube Náutico Mogiano (SP) foram as grandes campeãs dos Jogos Paralímpicos Universitários 2017. O evento foi encerrado neste sábado, 29, em São Paulo, e contou com a participação de 200 atletas de 20 Estados e do Distrito Federal. A Fundação de Ensino Superior de Bragança foi a vitoriosa no masculino, e a Faculdade Clube Náutico Mogiano, no feminino.

Esta foi a segunda edição dos Jogos, que foram organizados pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) em parceria com a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU). Com o dobro de atletas inscritos em relação ao ano passado, a competição deixou o vice-presidente do CPB, Ivaldo Brandão, animado para as próximas edições.

"Os Jogos, hoje com a parceria com a CBDU, têm a tendência de ter aumento no número de participantes a cada edição. A intenção é buscar estados parceiros com mais pessoas estudando para que possamos atingir um número expressivo nas universidades", disse.

Na cerimônia de encerramento, o discurso dos campeões acompanhou a animação de Brandão. Jacqueline Gonçalves, atleta que representou a campeã no geral feminino, ressaltou o esforço dela e dos companheiros para receber o troféu. "Foi uma ótima surpresa e vamos ser mais reconhecidos também. Acredito que parte deste troféu é meu também e nossa força fez a diferença", analisou Jacqueline, que levou três medalhas de ouro no atletismo.

Camila Oliveira, nadadora que levou duas medalhas de ouro nesta edição e ajudou a campeã geral no masculino lembrou que o número de atletas aumentou a concorrência nas provas, deixando-as mais difíceis. "Fico lisonjeada em poder receber o troféu pela faculdade porque ganhar foi difícil, tive rivais muito fortes. E também aumentou muito o número de concorrentes em relação ao ano passado, então deixa mais disputado", observou.

Esta edição dos Jogos Paralímpicos Universitários marcou a estreia do badminton em eventos organizados pelo CPB. A modalidade faz parte do programa dos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020, e deve estar presente nas próximas edições dos Universitários. Os Jogos 2017 também foram palco de resultados importantes para o paradesporto brasileiro, como o recorde das Américas superado neste sábado, no lançamento de dardo F12, com Brendow Moura, com 44,95m.

Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: