terça-feira, 4 de julho de 2017

Mescla de juventude e experiência marca delegação que viajará ao Mundial de Atletismo

Por CPB

Washington Alves/MPIX/CPB

Imagem

A delegação que representará o Brasil no Mundial de Atletismo Paralímpico em Londres (Grã-Bretanha), entre os dias 14 e 23 de julho, viajará à capital britânica no próximo domingo, 9. A equipe composta por 25 atletas contará com a mescla de nomes com maior rodagem internacional e novos talentos, que em muitos casos farão suas estreias em competições deste calibre.

Nove atletas que compõem o time brasileiro integram pela primeira vez a delegação nacional em um Mundial de Atletismo. É o caso, por exemplo, de Kesley Josué. Aos 24 anos, ele viajará ao exterior pela primeira vez para representar o Brasil. O atleta da classe T13 (baixa visão) tem como objetivo subir ao pódio nos 100m e nos 200m.

"Vai ser a minha primeira ida ao exterior e a minha segunda competição internacional - os Jogos Paralímpicos do Rio foram a primeira. É uma emoção diferente para mim e eu tenho uma expectativa grande para as provas que vou disputar. Vou estar nos 100m e 200m e vou fazer o melhor possível para trazer bons resultados para o Brasil", disse o velocista, natural de Rolim de Moura, em Rondônia.

Entre os nomes mais experientes da delegação, dois se destacam. Daniel Mendes e Yohansson Nascimento subiram ao pódio em todas as grandes competições realizadas desde os Jogos Paralímpicos de 2012, também em Londres. Além de serem esperança de novas medalhas, ambos também são referências para os competidores que chegam agora ao grupo.

"É bastante relevante termos atletas com maior rodagem indo ao Mundial, porque confiamos bastante nos jovens que estamos levando a Londres. Claro que, por maior que seja o potencial, pode haver aquele pequeno detalhe que faz a diferença e que é algo que os mais experientes podem passar a quem está chegando agora. Este Mundial será o primeiro passo para seguirmos o planejamento de termos os atletas em condições de medalharem em Tóquio 2020", disse Ricardo Melo, coordenador-técnico do atletismo pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.

Esta será a oitava edição do Mundial de Atletismo Paralímpico. Cerca de 1.300 atletas de 100 países são esperados nas 213 disputas por medalha, todas no Estádio Olímpico de Londres. Em 2015, o Brasil ficou com a sétima colocação no quadro geral de medalhas do evento, disputado em Doha, no Catar. Foram oito medalhas de ouro, 14 de prata e mais 13 de bronze.


Patrocínio

A equipe brasileira de paratletismo tem patrocínio das Loterias da Caixa e da Braskem.

Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: