domingo, 13 de agosto de 2017

CONSTRANGIMENTO PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO CERES/CAICÓ/UFRN - Veja o vídeo.


                  
Weberton de Souza Santos, pessoa com deficiência foi participar da Palestra do curso de atendente de farmácia da UNICURSOS FORTALEZA realizado hoje a tarde(12/08/2017) naquele local. No entanto, para a sua surpresa ao parar o transporte devidamente sinalizado com o cartão de estacionamento no local indicado que é no painel do veículo foi impedido pelo guarda local, e portanto causou um grande constrangimento, e o mesmo apresentou carteira de Pessoa com Deficiência.

COMENTÁRIOS DO BLOG

No ano de 2015, mais precisamente no mês de julho foi instituída pelo governo brasileiro a Lei Brasileira da Inclusão da Pessoa com deficiência(Estatuto da Pessoa com Deficiência-LBI) de nº 13.146.Desde então, esse estatuto tem trazido modificações no pensar coletivo , bem como as modificações das estruturas físicas das ruas,prédios,avenidas e outros.Desse modo o ocnceito de acessibilidade ficou definido no seu

Art. 3o possibilidade e condição de alcance para utilização, com segurança e autonomia, de espaços, mobiliários, equipamentos urbanos, edificações, transportes, informação e comunicação, inclusive seus sistemas e tecnologias, bem como de outros serviços e instalações abertos ao público, de uso público ou privados de uso coletivo, tanto na zona urbana como na rural, por pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Art. 4° Toda pessoa com deficiência tem direito à igualdade de oportunidades com as demais pessoas e não sofrerá nenhuma espécie de discriminação.

§ 1° Considera-se discriminação em razão da deficiência toda forma de distinção, restrição ou exclusão,por ação ou omissão, que tenha o propósito ou o efeito de prejudicar, impedir ou anular o reconhecimento ou o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais de pessoa com deficiência, incluindo a recusa de adaptações razoáveis e de fornecimento de tecnologias assistivas.

Art. 53. A acessibilidade é direito que garante à pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida viver de forma independente e exercer seus direitos de cidadania e de participação social.

Ao ser indagado sobre o sentimento vivenciado no momento do constrangimento Weberton de Souza Santos mencionou: "Rapaz foi se indignação e de desrespeito, a gente ficou até sem vontade de assistir a palestra depois".

No último mês, durante festejos religioso da cidade muitas pessoas com deficiência tiveram seus direitos violados por atitudes mesquinhas e preconceituosas.
Ultimamente , na cidade de Caicó os casos de leis não cumpridas vem se avolumando causando preconceito, discriminação e muito transtornos.

Portanto percebemos em muitas pessoas um total despreparo para lidar com as situações envolvendo as pessoas com deficiência.Fica nosso protesto a esse tipo de atitude que só vem a dificultar a convivência e as garantias dos direitos daqueles que precisam utiliza-los.

Fonte: josemariodantas.blogspot.com.br


Nenhum comentário: