quinta-feira, 29 de março de 2018

Depois dos Jogos de Inverno, Aline Rocha disputa cinco competições de atletismo

Imagem

Por CPB

De volta ao Brasil depois de disputar os Jogos Paralímpicos de Inverno de PyeongChang 2018, na Coreia do Sul, a paranaense Aline Rocha, 27 anos, está com a agenda cheia de competições, mas, desta vez, com foco no atletismo.

Para voltar ao ritmo e melhorar o desempenho na modalidade, a velocista planeja participar de três maratonas, além de outras duas competições internacionais nos próximos dois meses.

A programação inclui a maratona de São Paulo, em 8 de abril, a de Boston, no dia 16, e a de Londres, no dia 22. As provas antecedem o Open Internacional Loterias Caixa de Atletismo, em São Paulo, marcado para 26 a 28 de abril, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. Na competição em solo paulistano, Aline disputará as provas de 800m, 1500m e 5000m. Já em maio, de 25 a 27, ela participa do Grand Prix de Atletismo em Nottwil, na Suiça, quando fará 100m a 5000m.

Mesmo após uma temporada intensa de treinos e competições na neve, ela se diz preparada e feliz em estar de volta ao Brasil e ao atletismo. “Acho que vou conseguir superar minhas marcas. Troquei de cadeira no final do ano e acredito que isso vai me ajudar a melhorar bastante o desempenho”, comentou.

O objetivo da Aline neste ano é conseguir conciliar as duas modalidades, o atletismo e o esqui cross-country, mantendo-se bem colocada nos dois rankings mundiais para, futuramente, participar dos próximos Jogos de verão em Tóquio 2020 e de inverno em Pequim-2022. “Nesses dois anos até o Japão, teremos uma ou duas competições de esqui para não sair do ranking, já que o foco, agora, é o atletismo”, justifica.

Aline, que é atleta da classe T54 (para cadeirantes), começou a correr quando tinha 16 anos, após sofrer um acidente de carro que lhe causou uma lesão na medula e a perda de movimentos da perna. Desde então, vem somando diversas vitórias em maratonas, como o primeiro lugar, em 2016, na Maratona de Duluth, nos Estados Unidos, e o bronze na Maratona de Oita, em 2015, no Japão.

Após os Jogos de Verão do Rio, em 2016 – sua primeira participação em Jogos Paralímpicos –, a atleta decidiu que queria também estar presente nos de inverno, em 2018. “Depois dos Jogos do Rio, entrei em contato com a Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) e, dois meses depois, eles já estavam me levando para a neve. Eu queria muito participar dos Jogos de Inverno”, conta Aline, que rapidamente se adaptou ao novo esporte, conseguindo, em 2017, marcas no ranking mundial suficientes para garantir sua participação em PyeongChang.

Na Coreia, a atleta participou de quatro provas de esqui cross-country: 12km (15º), 5km (12º), 1.1km (22º) e revezamento 4x2.5km com Cristian Ribera (13º). Ela se tornou a primeira brasileira a disputar uma edição de Jogos de Inverno.

Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: