quarta-feira, 4 de abril de 2018

Pai faz relato emocionante da primeira vez que o filho autista disse que o amava. “Meu mundo parou”

foto: Autism Speaks/ reprodução

O pequeno Brandon recebeu diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista em novembro de 2016, quando tinha quatro anos e meio. No entanto, as suspeitas da família vinham desde cedo. Aos dois anos, os pais notaram que o menino ainda não verbalizava nenhum som, e foram em busca de ajuda médica. “Me lembro de sentar em seu quarto e o observar dormir altas horas da noite. Imaginava como seria sua vida e me preocupava com o que poderia fazer para ajudá-lo”, escreveu o pai do garoto, Nick Wright, no site Autism Speaks.

Hoje, Brandon já consegue conversar e estuda em uma escola regular, além de participar de diversas atividades extracurriculares. Em outubro de 2017, um episódio vivido ao lado do filho emocionou Nick, que descreveu o momento em um texto. “A equipe de futebol para crianças com necessidades especiais dele havia acabado de terminar um torneio. Levamos Brandon para jantar antes do longo caminho de volta para casa. Estávamos sentados no estande e envolvi meu braço ao redor dele, beijei o topo de sua cabeça e disse: “Eu te amo, Bubba.” Brandon olhou para a parede e disse: “Eu também te amo. Muito”, contou.

O pai ainda ressalta a importância disso, ao contar que, desde que aprendeu a falar e ouvia um ‘eu te amo’, o filho tentava repetir as palavras no mesmo tom de voz da pessoa. “Esse dia foi diferente. Pela primeira vez, eu o ouvi. Ouvi e senti a convicção em suas palavras e voz. Meu filho, depois de cinco anos, me disse que ele me ama e meu mundo parou. Tudo o que eu pensava que sabia deixou de existir”, relatou.

Nenhum comentário: