domingo, 1 de abril de 2018

‘Piquenique Azul’ tem conversa sobre autismo, aula de zumba e palhaços no AP

Programação celebra o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Quarta edição do evento será no domingo (1º), no Parque do Forte, no Centro de Macapá.

Por Fabiana Figueiredo, G1 AP, Macapá

Piquenique Azul acontecerá no domingo (1º), no Parque do Forte, em Macapá (Foto: AMA-AP/Divulgação)
Piquenique Azul acontecerá no domingo (1º), no Parque do Forte, em Macapá (Foto: AMA-AP/Divulgação)

O Parque do Forte, no Centro de Macapá, vai receber uma programação para marcar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo no domingo (1º). O 4º Piquenique Azul vai reunir pessoas portadoras do transtorno, amigos e familiares deles, além de diversos tipos de profissionais, a partir de 16h.

A programação é aberto ao público. Organizado pela Associação de Pais e Amigos dos Autistas do Amapá (AMA-AP), o evento propõe difundir informações sobre os Transtornos do Espectro Autista (TEA) e esclarecer dúvidas quanto ao distúrbio.

“É um movimento social em prol de unir as pessoas para socializar informações sobre o autismo, direitos que eles têm, profissionais. A gente sabe que é uma dificuldade, e a gente traz a comunidade para saber mais sobre o tema. A gente espera que seja uma tarde bem agradável”, explicou a terapeuta ocupacional da AMA-AP, Ana Carolina Beckmann, uma das organizadoras do evento.

Estão confirmadas atrações como “aulão” de zumba e apresentação de grupos de palhaços, além do piquenique. Os interessados podem levar qualquer tipo de lanche para consumir no local. A organização não informou previsão de pessoas esperadas.

Cerca de 45 crianças com autismo são atendidas na sede da AMA-AP (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)
Cerca de 45 crianças com autismo são atendidas na sede da AMA-AP (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)

De acordo com a terapeuta, atualmente a AMA-AP atende em torno de 45 crianças autistas, das mais variadas idades. O transtorno é caracterizado quando a portadora tem dificuldades de interação social, tais como dificuldades na fala, isolamento, andar na ponta dos pés, ter alta sensibilidade ao som, toque, cheiro e não ter muito contato visual com as pessoas.

Na sede da associação, os atendimentos incluem atividades relacionadas ao desenvolvimento motor e pedagógico, para melhorar o relacionamento delas com as pessoas e com o mundo.

As causas do autismo ainda são desconhecidas e não existe cura, mas há tratamento que ajuda a pessoa a conviver com o transtorno.

Serviço
4º Piquenique Azul
Dia: 1º de abril (domingo)
Hora: às 16h
Local: Parque do Forte (na grama em frente ao Banco do Brasil)

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: