sexta-feira, 11 de maio de 2018

Jovem com síndrome de Down que não conseguia emprego vira dona de seu próprio negócio

Reprodução/ Facebook @downlightsnz
Emma Skyes, 22, não recebia respostas a seus emails pedindo emprego, então seu pai, Tony, a ajudou a se tornar empresária
Emma Skyes, 22, não recebia respostas a seus emails pedindo emprego, então seu pai, Tony, a ajudou a se tornar empresária

Juliana Butolo Do BOL, em São Paulo - (Com informações do Stuff e Tvnz))

A jovem neozelandesa Emma Sykes, de 22 anos e portadora da síndrome de Down, queria arrumar um emprego, mas, apesar de suas tentativas, os recrutadores nem mesmo respondiam aos emails com seu currículo. As informações são do Tvnz.

Nas reportagens em que aparece, a jovem praticamente não fala, mas o pai da garota, Tony Sykes, contou que a menina absorve tudo que é dito a ela.

A ideia de começar o próprio negócio surgiu após conversar com outros pais de adultos com a síndrome que enfrentavam o mesmo problema para conseguir empregos para seus filhos.

Ele procurou a ajuda da empresa Illumina, do ramo de velas, que se prontificou a ensiná-los a fabricar os próprios produtos. Desde então, a menina ganha uma tarefa nova a cada visita à empresa, como manipular a cera e aplicar os aromas. A empresária Jennifer Del Bel contou ao site Stuff que Emma é meticulosa com seu trabalho e é perceptível que se diverte com ele.

As velas aromáticas de Emma ganharam o nome de "Downlights", que, em tradução livre, significa "Luzes de Down". Segundo o pai da jovem, a palavra "down", em inglês, não traz muita positividade, pois significa "para baixo" (embora a denominação da síndrome não tenha nada a ver com isso, já que é decorrente do sobrenome do médico britânico que a descreveu, John Langdon Down). Por esse motivo, ele quis trazer a palavra "light" (luz, em inglês), que é uma palavra positiva. Tony diz ter aprendido uma lição de positividade com sua esposa, mãe de Emma, que morreu há 7 anos vítima de câncer. "Quanto mais você vive desse jeito (positivo), mais você se torna assim", disse o pai à reportagem do Tvnz.

Após as matérias, a página do Facebook da "Downlights" agradeceu pelos comentários amorosos e o aumento nas vendas. Cada vela custa aproximadamente R$ 90 e a entrega é feita somente na Nova Zelândia.


Nenhum comentário: