sexta-feira, 29 de junho de 2018

Polícia espanhola prende homem que mantinha mãe e irmã deficiente presas

Getty Images/iStockphoto
As duas não podiam comer e nem usar o banheiro
As duas não podiam comer e nem usar o banheiro

AFP Em Madri

A polícia espanhola anunciou nesta quinta-feira que prendeu um homem que mantinha sua mãe e sua irmã trancafiadas em quartos com dez cães que faziam suas necessidades nos cômodos.

O homem de 35 anos foi preso por sequestro, abuso, ameaças e agressões contra sua mãe e sua irmã deficiente em Sevilha (sul), informou a polícia em um comunicado.

"As vítimas aproveitaram uma das permissões que o homem agora preso lhes deu para sair e, apesar das ameaças de morte, foram a uma delegacia", indicou a polícia.

O suspeito, que as ameaçava com um facão e uma arma, amarrava as duas com cordas e só permitia que saíssem vez ou outra.

Trancadas em dois quartos atrás de portas que só podiam ser abertas do lado de fora, elas não podiam comer quando ele estava na casa, acrescentou a polícia.

"As duas vítimas dividiam esses dois quartos com os cachorros que faziam suas necessidades no local, assim como as mulheres que faziam em baldes porque não podiam usar o banheiro", segundo a polícia.

A polícia não informou por quanto tempo essas mulheres foram mantidas nessas circunstâncias nem quando o homem foi preso, mas sua mãe teria perdido 20 quilos "nos últimos meses".

Um caso semelhante foi descoberto em 2015 perto de Sevilha: um homem mantinha seu irmão de 59 anos em um quarto ao lado de sua casa, sem telhado, de cerca de três metros quadrados, com apenas um colchão, garrafas e baldes para fazer suas necessidades.

Nos Estados Unidos, treze irmãos e irmãs, trancafiados e alguns acorrentados por seus próprios pais, foram descobertos em janeiro pela polícia na Califórnia em uma casa de horror.

Nenhum comentário: