sábado, 11 de agosto de 2018

O céu NÃO é o limite para os cadeirantes! - Vejam os vídeos.

Quem acompanha o blogue já deve ter percebido que eu adoro dizer "cadeirante pode fazer tudo, porém, de maneiras diferentes...". E é verdade!


Quem faz jus às minhas palavras, são Ederson Henrique e Evandro Bonocchi. Esses dois corajosos tiveram a incrível experiência de ir para as alturas, e não foi de avião! Veja como foi:

Ederson Henrique tem tetraplegia devido a Atrofia Muscular, ele e uma galera, juntos, conseguiram "bolar" uma plano para ele fazer tirolesa. Tudo preparado, Edeson foi para a aventura.

Antes de chegar na tirolesa, ele teve que fazer uma trilha no horto de Campos do Jordão.

"Fiz 20 minutos de trilha toda com a cadeira de rodas, uma trilha normal usada por todos. Tinha partes que eram um pouco complicadas, mas foi tranquilo..." conta Henrique.





"Foi um dia incrível tudo perfeitoe muito tranquilo, melhor do que imaginava. Fui o primeiro cadeirante a fazer isso no Horto de Campos do Jordão, estava meio aprenssivo pela questão do controle da cabeça, usei a cervical, mas foi tão tranquilo que nem precisava..."

Henrique também fez um vídeo muito legal, assista:




Evandro Bonocchi que é paraplégico, também se aventurou nas alturas e contou tudinho pra gente:

"Há algum tempo (uns 3 anos) venho recebendo o convite do meu amigo Augusto Toledo, que também é cadeirante, para viver uma experiência diferente. Voar de paratrike.

O paratrike para quem não conhece consiste em um carrinho com 3 rodas para duas pessoas, impulsionado por um motor com hélice na vertical localizado na parte de trás e uma vela para planar no ar.

Após uma conversa na Reatech desse ano com o amigo Augusto, ficou decidido que encararia esse desafio. Então no sábado passado, saí de São José dos Campos, onde moro, as 5 da manhã para chegar em Indaiatuba as 7:20...percorri os 200 kms assistindo o sol nascer com uma certa apreensão. Fui preparado para o pior, rssrrrs.

Ao chegar no local determinado para a decolagem...apesar do frio o dia estava lindo, sem uma nuvem no céu. Após uma breve explicação sobre o vôo e equipamentos...decolamos. Uhuuullll..."




"...uma sensação incrível...O medo não veio e pude curtir cada momento do vôo de aproximadamente 15 minutos.

O Augusto me permitiou pilotar e sentir um pouco a vela realizando algumas manobras.Uma mistura de adrenalina e paz ao mesmo tempo. Não parei de pensar em meu filho...que um dia ele tem que viver essas sensações que a vida vem me apresentando. Foi demais, inesquecível!!!

Agradeço muito ao meu amigo Ausgusto, que realiza esse trabalho com maestria e para a informação de todos, para malacabados o vôo é free!..."

Veja o vídeo que Evandro fez, e sinta também um pouco de frio na barriga...demais!!




E aí gente, também ficaram com vontade? Eu fiquei, agora só falta a coragem!

Nenhum comentário: