quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

BBC América estreia reality com modelos deficientes físicas

Programa desperta debate a respeito da função social de expor pessoas com deficiência.

O mundo fashion talvez seja o último bastião do preconceito, um meio as pessoas são declaradamente discriminadas por conta de sua aparência. Portanto, é de se espantar a ideia do Britain's Missing Top Model, um reality show que estreia na próxima terça-feira na BBC América, onde mulheres deficientes físicas competem por uma matéria com foto na revista Marie Claire.

Uma coisa nunca muda na indústria de beleza: uma grama de gordura é uma barreira muito maior do que um membro faltando. "A deficiência de Rebecca nunca me causou nenhum problema", disse uma fotógrafa ao New York Times logo após uma sessão de fotos com Rebecca, de 27 anos. A modelo é uma morena linda que nasceu com uma deformidade no quadril e, por isso, usa uma prótese na perna. "A única questão é que ela não está exatamente em forma. A maioria das modelos são mais magras e ágeis".

Em outras palavras, é como se fosse uma sessão do America's Next Top Model, mas não é. Esta série carrega uma premissa paradoxal: é um concurso criado para criar autoconfiança em mulheres, mas na realidade mostra, em forma de espetáculo, seu desejo de aceitação. E fica a dúvida: será que o reality é necessário ou apenas crueldade?



O Globo
01/12/2009

Nenhum comentário: