sexta-feira, 26 de março de 2010

Pessoas com deficiência fazem protesto contra falta de acesso aos estádios da Copa do Mundo

Manifestação foi realizada em Joanesburgo, África do Sul. Representantes das pessoas com deficiência entregaram reivindicações ao Comitê Organizador da Copa.



Para protestar contra a falta de acesso para os deficientes físicos nos estádios da próxima Copa do Mundo, na África do Sul, membros da Aliança de Deficientes da África do Sul (Sa'adah) fizeram uma manifestação nesta quinta-feira, 25 de março, queimando pneus e rodas em frente ao estádio Soccer City, em Joanesburgo.

“Queimamos rodas porque elas são nossa mobilidade, mas não podem nos levar aos estádios”, disse Ari Seirlis, membro da Sa'adah, à agência local de notícias "Sapa". Segundo Seirlis, o gesto simbolizava a frustração dos deficientes por não poder assistir aos jogos da Copa, mas não houve pretensão de incitar a novos protestos. “Queremos estar ali, queremos ser parte da ação, mas os estádios não estão preparados para nos acomodar”, afirmou.

Vários membros também protestavam no estacionamento em frente à sede da federação sul-africana de futebol. Lá, entregaram um memorando com reivindicações a Danny Jordaan, diretor-executivo do Comitê Organizador da Copa.

Após receber o memorando, Jordaan disse que se reuniria com o representante da Sa'adah no próximo dia 31 para discutir as reivindicações.

Fonte: agências de notícias Joanesburgo
Matéria postada no blog da APNEN: 26/03/2010

Nenhum comentário: