quarta-feira, 21 de abril de 2010

Urnas eletrônicas acessíveis

Deficiente visual conta sua experiência ao utilizar uma urna eletrônica com síntese de voz na REATECH.

Naziberto Lopes Oliveira

Olá pessoal, gostaria de compartilhar com todos a sensação de inclusão e respeito para com minha cidadania que tive ao testar ontem, na REATECH, a acessibilidade das urnas eleitorais por meio da síntese de voz.

Não sei se algum dos colegas com deficiência visual aqui do grupo já teve essa oportunidade, mas é uma experiência muito gratificante poder contar com este recurso.

O sistema informa qual o cargo em questão, começando pelo deputado estadual. Ouve-se: "Deputado estadual número", e você tecla os cinco algarismos referentes ao mesmo, o eco da pressão das teclas não será ouvido.

Em seguida o sistema informa: "Você votou para deputado estadual no seguinte número" tal e tal, informa somente o número que você teclou. Não é informado o nome do fulano. Você precisa teclar depois se confirma ou se corrige.

Fazendo a confirmação o sistema passa para a segunda escolha, isto é, deputado federal, que agora serão quatro algarismos. Repete-se o procedimento. Em seguida o sistema informa primeiro senador, segundo senador, cada qual com três algarismos, governador e finalmente presidente da República, ambos com dois algarismos.

Interessante saber que caso você digite um número inválido, o sistema chama atenção para isso e informa que caso você confirme aquele número, seu voto será considerado inválido, ou seja, você pode invalidar seu voto caso queira.

Caso você tecle a tecla branco, o sistema também informa que você votará em branco caso confirme sua opção.

Como teremos duas votações para senador, caso você tecle o mesmo número de senador duas vezes, o sistema informa que você está votando em um número repetido e caso confirme, você estará anulando seu voto.

Foi uma sensação de confiança bem grande, mesmo o sistema não falando o nome do candidato, mas apenas o número, por isso teremos que tê-lo bem decorado, a segurança de que você está votando na pessoa certa é muito interessante.

Portanto, recomendo a todos que corram, até o próximo dia 5 de maio, para seus cartórios eleitorais e solicitem para que em suas seções seja instalada a urna com fones de ouvidos e síntese de voz. Segundo a funcionária do TRE que estava de plantão na feira, os fones devem ser fornecidos pela seção, mas mesmo assim não custa ficarmos prevenidos e levarmos os nossos.

Então lembrem-se, até no máximo dia 5 de maio é o prazo para que aqueles que necessitarem de algum tipo de acessibilidade diferenciada em sua seção eleitoral faça essa solicitação.

As pessoas cegas devem solicitar as urnas com síntese de voz e fones de ouvidos, as pessoas com mobilidade reduzida ou em cadeiras de rodas devem solicitar que as urnas sejam colocadas em lugares acessíveis.

Não deixem de participar dessa festa de nossa democracia!

Texto escrito no dia 18/04/2010.

Fórum Inclusão
20/04/2010

Matéria postada no blog da APNEN: 21/04/2010

Nenhum comentário: