terça-feira, 17 de agosto de 2010

Espanhóis lançam primeira boneca com síndrome de Down

Objetivo do brinquedo é promover a integração e que as crianças aprendam a conviver com as diferenças.
Aparentemente é uma boneca normal, mas quem prestar mais atenção notará os traços típicos de bebês com síndrome de Down. O primeiro brinquedo com essas características chama-se Baby Down e é uma das novidades de sucesso do mercado espanhol para as celebrações do próximo dia de Reis, no domingo.

A boneca tem versões menino e menina. Os olhos, orelhas, nariz e a boca reproduzem os síntomas mais vísiveis.

A língua fica para fora e os pés e as mãos são menores do que o normal. No pulso uma pulseira de recém-nascido com o logotipo da Associação Espanhola de síndrome de Down.

"O objetivo é promover a integração. Que as crianças aprendam a conviver, aceitar e compreender as diferenças. Os brinquedos são uma grande ferramenta para ajudar na integração social. Se há anos surgiram as bonecas de raças diferentes, porque não uma com outras características especiais?", disse Carmen Villar, diretora da empresa espanhola Super-Juguete, que fabrica e distribui o brinquedo.

Esgotada

A boneca custa R$ 65 dos quais R$ 8 vão para a Associação Espanhola de Síndrome de Down, que apoia a campanha.

Para o lançamento foram fabricadas três mil unidades que já estão esgotadas. E a fábrica tem pedidos também de outros países como Estados Unidos, França, Portugal e Itália.

A ideia era testar a aceitação na próxima festa do dia dos Reis Magos (6 de janeiro), a data em que as crianças recebem os presentes, segundo a tradição espanhola.

A Associação Espanhola de Síndrome de Down (A.E.S.D.) defendeu o projeto, lembrando que os brinquedos representam heróis que nem sempre se correspondem com a realidade. "Nem todas as crianças são como a Barbie ou tem a força ou a velocidade de super-heróis em miniatura. Na sociedade temos diferenças que nem sempre se projetam no mundo infantil por medo ou vergonha", por isso essa boneca ajuda a promover o respeito , disse Isidoro Candel, pedagogo da A.E.S.D.

Baby Down tem também um folheto de instruções que explica aos menores as características da Síndrome e indica como brincar com outras crianças que possuem estes síntomas. O manual ensina, por exemplo, a importância de distinguir cheiros, sabores, tatos e sons, contando que o maior desenvolvimento dos sentidos é um dos traços típicos dos bebês afetados pela Trissomia 21 (síndrome de Down).

"A boneca não faz nada de especial. Sua diferença é o aspecto. Se nota principalmente os dedinhos separados e a língua para fora. Foi pensada para que as crianças passem a ver com naturalidade este tipo de problema", definiu Pedro Cubells, inventor do brinquedo.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/

Matéria postada no blog da APNEN: 17/08/2010

Nenhum comentário: