sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Prefeitos sentem na pele as dificuldades da pessoa com deficiência

Prefeitos, secretários de obras e de educação, que participam do evento, fizeram uma dinâmica para simular as dificuldades que uma pessoa com deficiência enfrenta no dia a dia.
Como preparar os municípios para cumprir a lei que garante à pessoa com deficiência acesso à educação. Este é o tema da reunião que aconteceu em 18/10, na sede da Procuradoria de Justiça do Rio Grande do Norte durante toda a manhã. Prefeitos, secretários de obras e de educação, que participam do evento, fizeram uma dinâmica para simular as dificuldades que uma pessoa com deficiência enfrenta no dia a dia.

Os gestores foram convidados a se deslocar de cadeira de rodas, a andar com venda nos olhos, com as pernas amarradas para sentir na pele os obstáculos enfrentados por cadeirantes e cegos. Eles subiram rampas e encararam os obstáculos impostos a quem não conta com condições motoras naturais. "Nossa ideia é fazer um trabalho educativo junto aos municípios para que eles conheçam a lei e façam as adaptações o quanto antes", explica a coordenadora do Centro de Apoio às Promotorias de Defesa do Idoso e da Pessoa com Deficiência, Promotora de Justiça Rebecca Nunes.

O foco da atuação é garantir acessibilidade à escola, mas para isso é preciso adequar as calçadas de toda a cidade, melhorar o transporte escolar, modificar a infraestrutura dos prédios onde as escolas funcionam. Outro investimento é na qualificação dos educadores para que saibam lidar com as necessidades do aluno com deficiência motora, visual, auditiva, neurológica.

Fonte: Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte - 21/10/2010
Matéria postada no blog da APNEN:22/10/2010

Nenhum comentário: