sábado, 16 de abril de 2011

Ex-jogador de Palmeiras e Timão vira embaixador da pessoa com deficiência

A cerimônia acontece durante a Reatech, no sábado, às 11 horas, onde também será o lançamento do Instituto Jogadas da Vida, do ex-jogador Moises Bauer.

APNEN, colaborando na divulgação desta matéria: 16/04/2011

Julio Cezar de Souza, Ex jogador do Corinthians Surdo aos 30 anos
Palestrante e escritor
O presidente do Conade (Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência), Moises Bauer, vai oficializar a nomeação de Julio César Prado, ex-jogador de futebol que atuou profissionalmente no Corinthians, Palmeiras e Comercial de Ribeirão Preto na década de 80, embaixador da pessoa com deficiência no Brasil. A cerimônia acontece durante a Reatech, no sábado, às 11 horas, onde também será o lançamento do Instituto Jogadas da Vida.

O evento ainda contará com a presença de ilustres jogadores como: Dino Sani, Zé Maria e Wladimir Rodrigues dos Santos ex-jogadores do Corinthians, Olegário Tolói de Oliveira - Dudu ex-Palmeiras, Bruno Ferreira Bonfim – Dentinho do Corinthians e o radialista Osmar Santos.

O ex-jogador, hoje com 47 anos, perdeu totalmente a audição aos 32 anos, devido a um problema ocasionado pela grande quantidade de cálcio em seu organismo, substância que sua mãe teria ingerido durante a gestação. Com a perda auditiva, veio a idéia de tentar ajudar outras pessoas que enfrentavam a mesma situação. Júlio começou a estudar mais sobre os esportes e criou exercícios para desenvolver as habilidades dos deficientes auditivos. Depois de muito esforço, a Secretaria Municipal de Esportes do Estado de São Paulo reconheceu o projeto, que é único no Brasil.

Embora não haja muitos profissionais de Educação Física especializados em educação especial, hoje centenas de crianças e adolescentes da periferia da cidade de São Paulo são beneficiadas pelo projeto “Jogadas da Vida”. “Deus me deu uma grande missão, mas jamais deixou de colocar anjos em meu caminho para que eu pudesse realizá-la”, conta Julio.

O Instituto vai ainda cadastrar a pessoa deficiente e posteriormente oferecer curso gratuito de capacitação profissional e inseri-los no mercado de trabalho. Dando apoio psicológico não só a PCD, mas também a sua família. “Enfim, vamos proporcionar desenvolvimento e qualidade de vida a pessoa com deficiência e sua família através do esporte, educação, apoio psicológico e espiritual trabalhando o PCD como um todo”, conclui o ex-jogador.

Além da exposição de produtos, a Reatech contará com uma extensa programação de artes cênicas e grupos de dança compostos por artistas com deficiências; atividades de Pet e Equoterapia; galeria de arte; parque infantil adaptado; quadras adaptadas para a prática de esportes; test-drive de carros adaptados, de cadeiras de rodas motorizadas e scooters; palestras, congressos médicos, seminários e atividades abertas ao público entre outros. Incorporando os conceitos de acessibilidade corporativa e empregabilidade, diversas empresas também utilizam a feira como mecanismo de captação de currículos de pessoas com deficiências. Só na última edição, foram oferecidas pelos expositores mais de 6 mil vagas diversas de trabalho para pessoas com deficiência.

Fonte: http://www.futebolinterior.com.br/ - Imagem Internet

Nenhum comentário: