quarta-feira, 29 de junho de 2011

Delegado acusado de agredir cadeirante vai trabalhar na Delegacia Seccional de Presidente Venceslau

APNEN, colaborando na divulgação desta matéria: 29/06/2011

O mesmo delegado que está sendo investigado pela corregedoria da Polícia Civil de São Paulo, por ter agredido um cadeirante, foi designado para atuar na área da Delegacia Seccional de Presidente Venceslau!

O juiz Carlos Gutemberg de Santis Cunha terminou na tarde de hoje de ouvir todas as testemunhas relacionadas do caso da agressão do delegado Damasio Marino ao cadeirante Anatole Magalhães Morandini.

Foram ouvidos o próprio delegado e Vernei Antonio de Freitas, delegado titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais).

A defesa manteve a versão de que Damasio agrediu o cadeirante com dois tapas após receber uma cusparada no rosto. Já a promotoria afirma que Anatole foi agredido com coronhadas.

Ainda não há um prazo para que o juiz determine a decisão em primeira instância.

Fonte: http://www.ovale.com.br/
Veja: Delegado bate em cadeirante em briga por vaga especial em São José dos Campos (SP)

Delegado acusado de agredir cadeirante vai trabalhar em Venceslau

O Diário Oficial do Estado publicou nesta sexta-feira (17/06) a designação do delegado Damásio Marino para atuar na área da Delegacia Seccional de Presidente Venceslau. É o mesmo delegado investigado pela Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo sob acusação de ter agredido um advogado cadeirante durante uma briga por uma vaga de estacionamento reservada para portadores de deficiência física. A agressão teria ocorrido em janeiro passado defronte o Fórum de São José dos Campos.

De acordo com a denúncia, o delegado retornava ao seu veículo particular quando foi abordado pelo advogado Anatole Magalhães Macedo Morandini, que reclamou do uso da vaga especial. Houve a seguir uma discussão e briga.

Em seu depoimento, Marino nega ter usado uma arma, mas admitiu que deu “dois tapas” no cadeirante após ser xingado e receber uma cusparada no rosto. O caso teve repercussão nacional.

No noticiário da Internet não consta se já houve a conclusão do caso pela Corregedoria.

A transferência de Marino para uma delegacia de Venceslau já era cogitada pela imprensa em nota divulga na Internet, recentemente.

Fonte: http://jornaldiariodracena.com.br/

Nenhum comentário: