sábado, 17 de dezembro de 2011

Filmes brasileiros sobre inclusão social são exibidos nas Nações Unidas

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Uma série de filmes educativos brasileiros sobre os direitos das pessoas com deficiência está sendo mostrada na sede da ONU em Nova York, nesta sexta-feira.
Os curtas estão sendo apresentados às delegações internacioanais pela embaixadora do Brasil, Maria Luiza Ribeiro Viotti. O objetivo é comemorar o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, marcado neste sábado, 3 de dezembro.

Sociedade

Os vídeos brasileiros fazem parte da campanha “Ser Diferente é Normal”, do Instituto MetaSocial. Patrícia Almeida, porta-voz da campanha, falou à Rádio ONU sobre a participação nas comemorações.

“A gente está aqui muito feliz representando o Brasil neste que é o trigésimo aniversário da deficiência dentro da ONU. Ela entrou na agenda da ONU em 1981 e no dia 3 de dezembro comemoramos o Dia Internacional da Pessoa  com Deficiência. A gente promove o direito das pessoas com deficiência de estarem incluídas na sociedade, e a campanha que a gente usa, “Ser Diferente é Normal”, na verdade, é um guarda-chuva que abrange qualquer pessoa  que seja diferente, ou seja, que não esteja dentro da média. Dentro do que chamamos de normal, porque o normal não existe. Uma pessoa não é igual a outra. O que é normal? Então, ser diferente é normal”, disse
O objetivo da campanha é conscientizar as pessoas sobre os direitos de quem vive com deficiência e promover o fim do preconceito e dos estigmas.

Vários filmes foram produzidos pela agência Giovanni. Através de uma parceria com o Unicef, a campanha deverá ser levada a Montenegro, na antiga Iugoslávia.
Segundo as Nações Unidas, pelo menos 10% da população mundial vive com algum tipo de deficiência.


Fonte – Rádio ONU - http://www.inclusive.org.br/?p=21714

Nenhum comentário: