terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Nações Unidas apelam a mecanismos que facilitem acesso à TV para pessoas com deficiência


A União Internacional de Telecomunicações (ITU), que pertence às Nações Unidas, publicou um relatório no qual destaca o quão preponderante é que a televisão seja acessível às pessoas com deficiência. De acordo com este documento, existem mais de 1,4 bilhões de lares com televisão, o que se traduz em 98% das casas nos países desenvolvidos e perto de 73% das casas nos países em desenvolvimento.

No entanto, as pessoas com deficiências visuais e auditivas não conseguem acessar os canais de informação, educação e entretenimento, sublinha. Como tal, em conjunto com a Global Initiative for Inclusive Information and Communication Technologies (G3ict), a ITU identificou diversos sistemas e opções de acessibilidade, explicando aos operadores e canais concessionários de serviço público a relevância de instrumentos que vão da audiodescrição, ao desenvolvimento de dispositivos de controle remoto.
A televisão acessível deve ser uma ferramenta fundamental para a construção de uma sociedade inclusiva, disse o secretário-geral da ITU, Hamadoun Touré, em entrevista ao El Mundo.

Nenhum comentário: