quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Vegetação em passeios públicos

Maria Alice Furrer

A NBR9050 possui algumas especificações quanto a presença de vegetação em áreas de circulação. A primeira diz que os elementos de vegetação tais como ramos pendentes, plantas entouceiradas, galhos de arbustos e de árvores não devem interferir na faixa livre de circulação de pedestres.

 
Imagem: O Globo

A foto acima exemplifica a interferência da vegetação na faixa livre de pedestres, oferecendo risco à segurança. Um cego, por exemplo, não detectará esta árvore, já que a mesma tornou-se um obstáculo suspenso.

 
Imagem: Arquivos do blog

Esta foto ilustra os galhos de arbustos interferindo e estreitando a faixa livre.

A segunda especificação da norma em relação à vegetação diz que muretas, orlas, grades ou desníveis no entorno da vegetação também não devem interferir na faixa livre.

 
Imagem: O Globo
 
A foto acima ilustra uma calçada muito estreitada por conta de um canteiro de plantas com espinho, o que também é inadequado. Notem que o pedestre é obrigado à circular pelo asfalto, ao invés de transitar pela calçada.

É descrita na terceira especificação que nas áreas adjacentes às rotas acessíveis não são recomendadas plantas dotadas de espinhos, produtoras de substâncias tóxicas, invasivas, de manutenção constante, que desprendam muitas folhas ou frutos e/ou que tornem o piso escorregadio, bem como plantas cujas raízes possam danificar o pavimento.

 
Imagem: Arquivos do blog

Além da raiz da árvore do canto esquerdo da calçada estar exposta e danificando o pavimento, existe também plantas dotadas de espinhos interferindo na faixa livre de circulação.

Por último, a NBR9050 determina que o dimensionamento e o espaçamento entre os vãos das grelhas de proteção das raízes das árvores devem possuir vão resultantes com dimensão máxima de 15mm, instaladas no sentido transversal ao movimento.

Seguindo as determinações da NBR9050, áreas verdes devem ser garantidas, o que é essencial, porém não podem interferir na circulação e na segurança dos pedestres.

Nenhum comentário: