sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

MAIS DE MIL JOVENS COM DEFICIÊNCIA INGRESSARAM NO MERCADO DE TRABALHO POR MEIO DO CIEE, EM 2011

Fundado há 47 anos, o Centro de Integração Empresa-Escola - CIEE é uma organização não governamental (ONG). Mantido pelo empresariado, sua atuação se pauta pela legislação específica para o estágio: a Lei 11..788/2008.

Divulgação

Em 2011, o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) intermediou a contratação de mais de mil jovens com deficiência como estagiários, aprendizes ou celetistas em empresas do País. O número de beneficiados mais do que dobrou em relação a 2010, quando foram inseridas 500 pessoas no mercado de trabalho, facilitando o cumprimento pelas organizações da lei de cotas.

As empresas interessadas na contratação de jovens especiais devem contatar o www.ciee.org.br ou a unidade do CIEE mais próxima, que também recebe inscrições gratuitas dos estudantes com deficiência interessados em participar do programa. Ao se cadastrar, o jovem se habilita imediatamente para realizar os 35 cursos de educação à distância, especialmente formatados para estimular o desenvolvimento de competências pessoais e técnicas dos futuros profissionais.

Parcerias que beneficiam as pessoas com deficiência - Uma das mais eficazes políticas de inclusão de pessoas com deficiência consiste em oferecer a elas igualdade de oportunidades no acesso ao mercado de trabalho. Consciente de seu papel social, o CIEE amplia cada vez mais suas atividades voltadas à formação profissional nesse segmento.. As mais recentes iniciativas são as parcerias com a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) e o Lar Escola São Francisco, ambas referências em reabilitação, em vigor desde o ano passado.

O acordo com a AACD visa à realização de ações conjuntas para capacitar estudantes com deficiência e encaminhá-los às empresas ou organizações públicas como estagiários ou aprendizes. Já com o Lar Escola São Francisco o objetivo é oferecer aos jovens com deficiência física um curso de capacitação gratuita no Laboratório de Informática do CIEE, habilitando-os a utilizar o Pacote Office – pré-requisito valorizadíssimo em processos seletivos.

Aprendiz Legal – Desde o final de agosto do ano passado, com a sanção da lei nº 12.470, os deficientes que participam de programas de aprendizagem não ficam excluídos do recebimento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e podem acumular esse auxílio com o salário recebido até o final do período de formação profissional.

O Programa Aprendiz Legal conta com material didático voltado a pessoas com deficiência visual e auditiva. Trata-se de um audiobook, que contempla a capacitação teórica do programa para jovens com deficiência visual. Para os deficientes auditivos, o programa utiliza videobook.

Sobre o CIEE

Fundado há 47 anos, o Centro de Integração Empresa-Escola - CIEE é uma organização não governamental (ONG), filantrópica e sem fins lucrativos. Nessas quatro décadas, já encaminhou 11 milhões de jovens estudantes para oportunidades de estágio e 50 mil jovens para programas de aprendizagem, contando com a parceria de 250 mil empresas e órgãos públicos de todo o País. Mantido pelo empresariado, sua atuação se pauta pela legislação específica para o estágio: a Lei 11..788/2008.

Fonte: Rede SACI 16/02/2012

Nenhum comentário: