quinta-feira, 9 de agosto de 2012

O Trabalho das pessoas com deficiência é um problema, ou se reclama de barriga cheia?

por: Rodrigo Parreiras
Hoje gostaria de falar de um tema recente, mas que me traz muitas angústias, O trabalho das pessoas com deficiência!
Tenho deficiência visual e já faz algum tempo que não me sinto satisfeito no meu trabalho. 
Me formei já faz 8 mêses em direito e trabalho a 4 anos como auxiliar administrativo, na faculdade em que concluí meu curso superior.
No setor onde trabalho, ocorre uma maior procura no início do semestre, vez que tratamos de assuntos como bolsas do Prouni,financiamento estudantil, bem como de negociação de parcelas atrasadas. Minha função é basicamente atender telefones, repassando aos alunos e interessados as informações pertinentes a cada assunto,
bem como agendar atendimentos para as assistentes sociais. No entanto, no meio do semestre o movimento cai drasticamente, tendo dias em que se atendo 2 ou 3 telefonemas, é muito. 
Sem querer ser melhor do que ninguém, mas acho que sou capaz de fazer muitas outras coisas, além de atender telefones e prestar informações.
Ocorre que não percebo nenhuma oportunidade de crescimento dentro da empresa, não vejo nem como demonstrar novas habilidades que justifiquem uma promoção dentro da instituição. 
Conversando com colegas que não possuem deficiência, também percebo fustração por parte dos mesmos. Pessoas que estão lá a 12 ou 13 anos,exercendo a mesma função. O máximo que acontece é uma troca de setor,uma vez ou outra. 
Também conversando com alguns amigos deficientes, sobretudo deficientes visuais, vejo que estes não estão satisfeitos com seus respectivos empregos. Já escutei frase do tipo “fazer nada também cança”, “tem hora que dá vontade de chutar o pau da barraca”, etc. 
Daí fico pensando, será que o trabalho da pessoa com deficiência é realmente um problema a ser discutido ou muitas vezes reclamamos de barriga cheia?
Será que nossos empregadores não nos dão a devida chance de demonstrar
nosso potencial ou não estamos fazendo por merecer?
É sabido que a lei da pessoa com deficiência (lei 7853) foi promulgada em 1989, vindo a ser regulamentada pelo decreto lei número 3298 somente 10 anos depois. Sendo assim, será que já tivemos tempo o suficiente para estudar e demonstrar nossas competências ou teremos
que passar várias décadas atendendo telefones para termos algum reconhecimento?
No meu caso, será que estou sendo arrogante por achar que posso fazer mais do que atender telefones? Será que tive uma consepção errada do ensino superior, onde achava que logo que terminasse a faculdade, já iria sair trabalhando e ganhando dinheiro por aí?
Será que não estou muito acomodado?
Às vezes tenho vontade de largar o emprego e começar a trabalhar na minha profissão, pois ressentemente fui aprovado na OAB. No entanto, é deste emprego que tiro dinheiro pra pagar meus estudos, comprar material para estudar pra concurso, além de outras coisas pessoais.
Ademais, não posso me comparar com um colega vidente, pois se para nós já é difícil arrumar um emprego de telefonista, imagine então algumas causas como advogado? Não porque somos imcompetentes, mas sim porque a sociedade infelizmente é muito preconceituosa. 
Daí fica aquela coisa,somos aprovados pela OAB, mas reprovados pela sociedade! 
O resumo de tudo isso é que não estou conseguindo esconder minha frustração com meu emprego. Sendo assim, gostaria de compartilhar este texto com vocês leitores do blog inclusão diferente, ouvindo, se possível a experiência de cada um dos leitores, para saber como que cada um lida com esta situação. Pretendo, com a opnião de vocês, aprender a lidar melhor com tudo isso, até o dia em que conseguir algo melhor! 
Desculpem o texto longo, mas precisava compartilhar minhas frustrações em algum lugar. É melhor que seja no blog inclusão diferente, onde temos pessoas inteligentes, que falam nossa língua e, mesmo que não concordem com nossa opnião, saberão expor seus pontos de vista de  maneira a acrescentar algo interessante.

Rodrigo Parreiras

Fonte: http://www.inclusaodiferente.net/

Caros amigos leitores,o blog da APNEN, está concorrendo ao Prêmio TopBlog 2012, e so clicar neste link e votar:  http://www.topblog.com.br/2012/index.php?pg=busca&c_b=21105014 no lado direito você tem três opções para votar, por e-mail, no próprio Facebook, ou no twitter, é rápido e muito fácil, vamos votar, colaborem com a APNEN.

Nenhum comentário: