domingo, 19 de maio de 2013

Idosas se unem para comprar todos os assentos do metrô em Madri

Por O Globo | Agência O Globo


MADRI - Após meses de negociações com o Ministério do Desenvolvimento e entidades de transportes da Espanha, oito senhoras do distrito de Arganzuela, em Madri, tornaram-se as donas dos assentos de todas as linhas de metrô da capital e também das redes de Barcelona, Valência, Málaga e Sevilha, onde vivem seus amigos e familiares.
As senhoras, com idades entre 75 e 84 anos, disseram que estavam "fartas de terem que mendigar assentos" no metrô ou terem que tolerar as "pessoas que põem os pés em cima das cadeiras, onde, em breve, vamos colocar nossas sacolas de compras", segundo o jornal "El Mundo Today".
A transação, sem precedentes na Espanha ou qualquer outro lugar do mundo, só foi possível pela necessidade urgente das cidades espanholas de qualquer tipo de apoio financeiro.
O presidente da Comunidade Autônoma de Madri, Ignacio González, afirmou que a ação foi uma maneira de captar recursos para que o metrô possa combater seu "enorme desequilíbrio" entre gastos e receita e os 800 milhões de euros de déficit anual sem gerar "muito impacto sobre as tarifas".
O presidente regional também disse que as novas proprietárias dos bancos do metrô "vão garantir que as pessoas mais velhas tenham preferência de uso, reforçando o cunho social do transporte público".
Na manhã da última sexta-feira (17), os assentos de alguns vagões da Linha 3 do metrô de Madri já traziam pequenos panos de crochê com um sinal que proibia os passageiros de se sentarem sobre eles sem a permissão de seus proprietários.
"Os bancos são, antes de tudo, para nós, que pagamos por eles, e, em seguida, para as pessoas que necessitam deles, como velhos, que não podem ficar de pé por muito tempo. E então, se sobrarem, assentos, jovens grávidas ou pessoas normais podem sentar-se", disse a porta-voz dos proprietários, Julita Bartual.
As idosas também planejam comprar os assentos dos ônibus, mas, como usam com mais frequência o metrô, essa não é uma prioridade, por enquanto.
                                                “Matéria postada em caráter informativo”

Nenhum comentário: