segunda-feira, 17 de junho de 2013

Jovem que caiu já consegue mexer pernas

| ISABELA PALHARES

Rafaela Teixeira, 22, disse estar "indignada" com o ocorrido e reclama de falta de segurança no camarote
A estudante Rafaela Teixeira, 22, que caiu de uma altura de quatro metros na madrugada de quinta-feira na Festa do Peão Boiadeiro de Americana, continua internada no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, mas disse estar se sentindo bem e que já consegue movimentar as pernas. A jovem estava em um camarote da festa e tropeçou em uma escada, quando descia para ir ao banheiro.

Rafaela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, que estava presente no local, e teve de passar por uma cirurgia devido a uma fratura na coluna. A jovem estava em um camarote do setor B da festa.

“Já estou bem melhor, graças a Deus. Hoje eu consegui levantar as pernas, só ainda não consegui sentir meus pés, mas o médico disse que é questão de pouco tempo e que estou me recuperando. Em alguns dias eu devo ter alta, só preciso ganhar mais um pouco de força nas pernas”, disse a jovem, bastante aliviada com a recuperação. A estudante e familiares informaram à reportagem que pretendem processar os responsáveis pela organização da festa alegando falta de segurança nos camarotes.

Para saber mais, Clique aqui:

“Para ir ao banheiro, as pessoas tinham que descer dois lances de escada, sendo que essa escada estava em um local escuro, sem nenhuma iluminação, sem nenhum tipo de sinalização”, contou Rafaela. A jovem teria se desequilibrado na escada e tentou se segurar em um pano, pois achou que atrás do tecido haveria uma parede ou uma grade. “Não tinha nada atrás desse pano, eu cai de uma altura de quatro metros, porque não tinha nenhuma proteção no local”, disse.

A jovem relatou que conhecidos que a acompanhavam na festa teriam visto funcionários do evento colocando uma grade no local alguns minutos depois de Rafaela ter caído. “Nós temos testemunhas que viram essa grade sendo colocada depois que eu caí. Essa grade já deveria estar lá, diversas pessoas tropeçaram no mesmo local que eu e elas também poderiam ter se machucado”, afirmou.

INGRESSO
Rafaela contou que ganhou o convite de um primo - que é funcionário da Prefeitura de Americana. Uma amiga do primo de Rafaela havia comprado o ingresso e por um imprevisto não pôde ir à festa. Rafaela então ganhou o ingresso para acompanhar o evento em um dos camarotes do setor B, e não no camarote da prefeitura, como informado ontem pelo TodoDia.



                                     “Matéria postada em caráter informativo”

Nenhum comentário: