quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Portadores de necessidades especiais vão ser cadastrados para receber moradias adaptadas

DIÁRIO DA MANHÃ
DIOGO TEIXEIRA


A Superintendência da Pessoa com Deficiência, subordinada à Secretaria de Cidadania e Trabalho (Sect), dará início, amanhã (6), a um levantamento para identificar os portadores de necessidades especiais (PNE) carentes na cidade de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal e que ainda não possuem a casa própria.



Foto Reprodução
Foto: Reprodução
Segundo o superintendente executivo da Sect, Francisco de Assis Peixoto, essas pessoas serão cadastradas para serem beneficiadas com moradias adaptadas aos PNE. O Governo de Goiás pretende, em uma primeira etapa, construir 3 mil casas para contemplar Luziânia e outras cidades da região, como Santo Antônio do Descoberto e Padre Bernardo, por exemplo.
A expectativa é de que esse levantamento seja concluído até o fim de setembro. "O governo entende que é preciso ter respeito ao cidadão e colocá-lo cada vez mais integrado à sociedade. As casas acessíveis irão atender famílias com cadeirantes, que têm dificuldades de locomoção. Para isso, a Superintendência da Pessoa com Deficiência já montou uma equipe que vai atuar em Luziânia a partir da semana que vem, visitando as famílias, contando com a ajuda dos Conselhos Municipais, igrejas e entidades filantrópicas para localizar essas pessoas e fazer o cadastro", diz.
Essa ação integra o Plano Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência - Goiás Inclusivo, lançado em novembro de 2012. O plano tem a finalidade de promover, por meio da integração e articulação de políticas públicas, o acesso e o exercício pleno e equitativo dos direitos das pessoas com deficiência, com segurança e autonomia. A ideia é ampliar as ações do programa Goiás Inclusivo na cidade, por meio de melhorias nas condições de acessibilidade, sinalização de trânsito, entre outros.
Peixoto informa que ainda por meio desse mesmo levantamento, a Superintendência irá dar a essas famílias a oportunidade de fazer o curso técnico por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do governo federal, administrado em Goiás pela Sect em parceria com a Secretaria de Ciência e Tecnologia. As inscrições deverão ser abertas no fim de setembro, depois de observada a demanda. 
Fonte:http://www.dm.com.br - “Matéria postada em caráter informativo”




Nenhum comentário: