sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Em 2012, verificou-se um aumento de 1,54 % no número de pessoas declaradas como deficientes-PCD, representando um acréscimo de cinco mil empregos.

Ministério do Trabalho e Emprego, responsável pela RAIS - Relação Anual de Informações Sociais

da Redação

Com esse resultado, soma-se 330,3 mil vínculos declaradas como PCD, o que corresponde a 0,70% do total dos vínculos empregatícios, sinalizando uma relativa estabilidade, quando comparado com o resultado registrado em 2011 (0,70%).

2. Do total de 330,3 mil empregos, 214,7 mil eram do gênero masculino e 115,6 mil do feminino, o que indica uma proporção de 65,00% do total de Deficientes para o Homem e de 35,00% para a Mulher, apontando uma ligeira queda da participação dos Homens PCD, quando comparado com os resultados de 2011 (65,74).

3. Quanto aos tipos de deficiência, houve predominância do gênero Masculino em todas elas, variando de 63,88% para as PCD auditivos a 71,03% para as PCD Intelectuais (Mentais).

4. Os dados da RAIS por Grau de Instrução e Tipo de Deficiência revelam que o Ensino Médio Completo concentra o maior número de vínculos empregatícios de todas as modalidades, à semelhança do total dos vínculos.

5. Entre os cinco tipos de deficiência, o menor número de vínculos empregatícios ocorre na categoria dos Analfabetos.

Mais dados podem ser consultados clicando aqui.

Fonte: Fórum da Inclusão  - "Matéria postada em caráter informativo"

Nenhum comentário: