quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Metade de alguns tipos de câncer são detectados tardiamente nos EUA

do UOL Notícias


WASHINGTON, 24 novembro 2010 (AFP) - Quase a metade dos casos de câncer cervicais e colorretais nos Estados Unidos são diagnosticados em etapas tardias da doença, quando é improvável que o tratamento sirva de ajuda, indicou nesta quarta-feira uma pesquisa do governo.

Com frequência, estas formas de câncer são detectadas tardiamente em pessoas idosas e entre brancos e hispânicos, mostrou a pesquisa realizada pelos Centros de Controle de Doenças (CDC, em inglês), entre 2004 e 2006.

"Este informe causa preocupação porque muitos casos de câncer evitáveis não estão sendo diagnosticados quando o tratamento é mais efetivo", disse Marcus Plescia, diretor da divisão de prevenção e controle da doença do CDC. 

Quase um terço dos casos de câncer de mama são diagnosticados tardiamente e a maior incidência está entre as mulheres de 70 a 79 anos e as negras.

O câncer colorretal é o de incidência mais alta entre homens e mulheres negros, enquanto o câncer cervical tende a afetar mais as mulheres de 50 a 79 anos.

O plano de reforma do sistema de saúde do presidente Barack Obama, que entrou em vigor em setembro, contém medidas para ajudar a aumentar a detecção do câncer mediante a isenção de custos associados às consultas médicas.

O câncer colorretal mata cerca de 50 mil pessoas por ano e é a segunda causa de morte por câncer nos Estados Unidos, atrás do de pulmão. Cerca de 40 mil mulheres morrem anualmente vítimas do câncer de mama no país.






Nenhum comentário: