terça-feira, 27 de maio de 2014

Voluntários da Copa do Mundo são treinados para atenderem pessoas com deficiência

O treinamento presencial capacitou mil voluntários para atender pessoas com deficiência na Copa do Mundo 2014.

da Redação


Os voluntários de São Paulo ligados ao programa Brasil Voluntário, criado para atender a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, tiveram treinamento no último sábado, 17 de maio, para o atendimento a pessoas com deficiência.


A Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzia (SMPED) fez a articulação com Comitê Integrado de Gestão Governamental Especial para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 (SPCopa) para a seleção de voluntários com deficiência e a inserção desta temática no treinamento presencial. O objetivo foi orientar e esclarecer dúvidas sobre direitos das pessoas com deficiência, inclusão versus integração, formas de auxiliar, e principalmente em enxergar o indivíduo em sua totalidade, compreendendo a deficiência como uma característica do ser humano.

O treinamento presencial, promovido pela SPCopa, capacitou mil voluntários que atuarão na divulgação de informações, relacionamento e acesso, auxílio a torcedores, imprensa não credenciada e turistas em aeroportos, áreas de fluxo (como centros comerciais e pontos turísticos), entorno dos estádios e eventos de exibição pública, além de áreas de mobilidade urbana (como terminais de ônibus e estações de metrô) e centro aberto de mídia.

Carlos Nantes Doriguello, de 36 anos, que possui deficiência física e utiliza cadeira de rodas, foi um dos participantes do treinamento realizado no último sábado na Fatec Itaquera. Para ele, o treinamento foi considerando completo, abordando os princípios fundamentais sobre relacionamento com pessoas com deficiência: “Fiquei surpreso com todas as orientações em pouco tempo. Os profissionais são muito empenhados em passar as informações e esclarecer dúvidas”.

Todos os voluntários passam por treinamentos online e presenciais antes de serem alocados na área de acordo com seu perfil de interesse. Mas o que todos destacam é a importância desta atividade “O trabalho voluntário, principalmente na Copa do Mundo, é um exercício de cidadania. Independente dos problemas que o país enfrenta, temos que mostrar nossa hospitalidade”, completa Carlos Doriguello, que já pratica voluntariado em associações.

Nenhum comentário: