terça-feira, 17 de junho de 2014

Lais Souza recebe alta de hospital e seguirá tratamento nos EUA

Do UOL, no Rio de Janeiro

Imagem internet/Ilustrativa


Após mais de quatro meses internada no hospital Jackson Memorial, em Miami, a ex-ginasta Lais Souza recebeu alta e foi liberada pelos médicos de etapa importante da sua recuperação. Ela, no entanto, seguirá morando na cidade norte-americana para dar sequência ao tratamento da grave lesão que sofreu na coluna cervical, em janeiro.

Desde fevereiro, quando abandonou a UTI e afastou o risco de morrer, Lais tem cumprido rotina difícil, mas com sinais de melhora. Ela já deixou o hospital várias vezes em uma cadeira de rodas, teve contato com outras pessoas e conseguiu se comunicar bem. Segundo os médicos, tais atividades provocam estímulos que ajudam na sua recuperação.

"Eu saí do hospital, está bem mais fácil. Acho que essa semana vai ser mais de adaptação. Eu estou bem, graças a Deus, estou tendo muitas novidades, e com elas eu estou vendo a quantidade de pessoas que têm rezado, torcido, então eu fiquei bastante feliz. Quero aproveitar agora esse momento com a minha família, continuar a terapia, não desistir de tentar fazer movimentos", disse a ex-ginasta em entrevista ao Sportv.

Lais Souza sofreu um acidente em janeiro deste ano quando treinava para participar das Olimpíadas de Inverno, em Sochi, na Rússia. Após a queda, a atleta perdeu os movimentos do braço e da perna.

"Foi um alívio sair do hospital, pois eu já estava lá há muito tempo. Vir para casa significa muito, como, por exemplo, poder comer a comida feita pela minha mãe, receber meus amigos, poder passear e sentir o sol. Agradeço todo o apoio que tenho recebido e as orações, o que têm sido de grande importância para mim", disse Lais, via assessoria de imprensa.

A ex-ginasta continuará contando, nos Estados Unidos, com a assistência de toda a equipe médica que a acompanha desde seu acidente.
Médico brasileiro da Universidade de Miami que acompanha Laís desde o início do tratamento, a pedido do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Antônio Mattos Júnior contou que esse é um momento muito importante nesse período de recuperação.
"A Laís seguirá em Miami, em um apartamento custeado pelo COB, já que vem sendo submetida a protocolos de tratamentos experimentais. Ela ficou internada durante quatro meses e sair do hospital é mais uma conquista para ela", afirmou o médico, que coordena o tratamento.

O tratamento de Laís Souza também conta com a ajuda de uma vaquinha feita pelo COB. A entidade criou uma campanha na internet para arrecadar fundos e auxiliar financeiramente a atleta.

Nenhum comentário: