terça-feira, 21 de outubro de 2014

Secretário britânico afirma que deficientes devem ganhar menos

Primeiro-ministro obrigou David Freud a se desculpar por frase.

Da Redação

                        Imagem/ http://www.istoe.com.br
                        

O secretário da Reforma de Bem-Estar Social britânico, David Freud, foi obrigado pelo governo a fazer um pedido público de desculpas aos deficientes do país devido a uma frase polêmica contra as pessoas com deficiência.

A declaração, feita em um evento do Partido Conservador britânico, foi revelada nesta quarta (15) pelo líder da oposição, Ed Miliband, no plenário do Parlamento.

Na ocasião, ele foi questionado sobre o mercado de trabalho para deficientes e criticou que eles ganhassem o salário mínimo, que no Reino Unido é de 6,50 libras (R$ 25,90) por hora, mesmo com suas limitações físicas.

"Realmente eles não valem o salário que recebem e vou pensar sobre esse tema em particular. Se há alguma coisa que podemos fazer nacionalmente, pode ser permitir que se trabalhe por duas libras por hora", disse Freud.

A frase provocou reações exaltadas de deputados trabalhistas, mas irritou também o primeiro-ministro britânico, David Cameron.

Ainda no plenário, o conservador disse que discordava de seu ministro e que seu governo não discriminava o trabalho dos deficientes.

"Essa não é a visão de ninguém do governo. O salário-mínimo é pago a todos, inclusive os deficientes".

Filho de um homem com deformações nas pernas e pai de uma criança com paralisia cerebral, Cameron criticou as insinuações dos adversários.

"Olha só: eu não preciso de ninguém me dando conselhos sobre como cuidar de pessoas com deficiência".

A irritação de Cameron chegou aos ouvidos de Freud. Segundo o jornal "The Guardian", o chefe de governo ordenou que o secretário se desculpasse publicamente. Caso contrário, seria demitido.

Uma hora e meia após a ordem de Cameron, ele se pronunciou. "Fui insensato em ter aceitado a questão. Estou profundamente arrependido de ter ofendido a qualquer pessoa com deficiência".

David Freud é bisneto de Sigmund Freud (1856-1939), pai da psicanálise. Ele foi nomeado para a secretaria da Reforma de Bem-Estar Social britânica pela primeira vez em 2006 e desde 2012 é responsável pela reforma do sistema de políticas sociais.

De São Paulo das Agências de Notícias

Fonte: saci.org.br

Nenhum comentário: