sábado, 7 de novembro de 2015

Alexandre Galgani assegura vaga na Rio-2016 e bronze na Copa do Mundo de Tiro Esportivo, em Fort Benning (EUA)

                     Alexandre Galgani (à direita) representa o Brasil no pódio da prova R9
Alexandre Galgani (à direita) forma o pódio com o austríaco Johann Windhofer (à esqueda) e o campeão James Bevis (ao centro), da Grã-Bretanha

O brasileiro Alexandre Galgani carimbou na última quarta-feira, 4, sua participação nos Jogos Paralímpicos do Rio-2016. Ele obteve o feito na etapa de Fort Benning, Estados Unidos, da Copa do Mundo de Tiro Esportivo. Ainda na fase qualificatória da prova R4 (Carabina em pé, 10m-SH2-Misto), ele registrou 626,9 pontos e ficou na sétima posição. A marca é superior à pontuação mínima de qualificação (MQS, em inglês) para os Jogos. O resultado representa também um novo recorde brasileiro da modalidade.
Na final, Alexandre ficou na quarta colocação, com 166,6 pontos. Ao obter o quota place para a Paralimpíada, ele se junta a Geraldo Von Rosenthal e Debora Campos, que já garantiram vaga nos Jogos.
Um dia antes, foi a vez da P3 (Pistola 25m-SH1-Misto). Destaque para Geraldo Von Rosenthal, que voltou a fazer o MQS.
Ele anotou 554 pontos e ficou na nona posição, a apenas dois pontos de chegar à final. Outra a conseguir o índice na prova foi Debora Campos, 29ª colocada, com 527. Por fim, Sergio Vida ficou em 25º, com 537.

O terceiro dia da competição
A quinta-feira, 5, marcou o terceiro dia da Copa do Mundo. Mais duas medalhas de bronze foram conquistadas pela Seleção Brasileira. No individual, Alexandre Galgani brilhou novamente. Com 608,7 pontos, ele enfim subiu ao pódio, agora na prova R9 (Carabina deitado 50m-SH2-Misto).

O outro bronze veio por equipes. Foi na P5 (Pistola standard 10m-SH1-Misto), com os atiradores Geraldo Von Rosenthal, Débora Campos e Ricardo Costa. Juntos, eles fizeram 992 pontos e marcaram presença na premiação. Individualmente, a classificação teve Geraldo em nono (340 pontos), Debora em 12º (334 pontos) e Ricardo em 16º (318 pontos).
A competição segue até sábado, 7, e é a última oportunidade de garantir um lugar nos Jogos Paralímpicos do ano que vem. Serão distribuídas 27 vagas – 18 masculinas e nove femininas -, ao todo. Saiba as vagas que o Brasil disputa:
R1 – Campeão e o vice (Carlos Garletti);
R2 – Campeã (sem atletas brasileiros);
R3 – Dois melhores colocados no masculino e a melhor colocada no feminino (Carlos Garletti);
R4 – Dois melhores colocados no masculino e a melhor colocada no feminino (Alexandre Galgani);
R5 – Dois melhores colocados no masculino e a melhor colocada no feminino (Alexandre Galgani);
R6 – Dois melhores colocados no masculino e a melhor colocada no feminino (Carlos Garletti);
R7 – Campeão e o vice (Carlos Garletti);
R8 – Campeã (sem atletas brasileiros);
P1 – Campeão e o vice (Ricardo Costa e Geraldo Rosenthal);
P2 – Campeã (Debora Campos);
P3 – Dois melhores colocados no masculino e a melhor colocada no feminino (Geraldo Rosenthal e Débora Campos);
P4 – Dois melhores colocados no masculino e a melhor colocada no feminino (Geraldo Rosenthal e Debora Campos);

Confira a delegação brasileira com seus respectivos clubes e classes:
Alexandre Augusto Galgani (Atleta) – ADDG/SP – SH2
Carlos Henrique Procopiak Garletti (Atleta) – CERCVG/SC – SH1
Debora da Silva Rodrigues Campos (Atleta) – SAC/SP – SH1
Geraldo Von Rosenthal (Atleta) – ASASEPODE/RS SH1
Ricardo Augusto Gomes da Costa (Atleta) – ARPM/RJ – SH1
Fernando Cardoso Junior (Coordenador Técnico) – CPB
James Walter Lowry Neto (Técnico) – CPB
Hésojy Gley Pereira Vital da Silva (Médico) – CPB

Fonte:  www.cpb.org.br

Nenhum comentário: