sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Obras no aeroporto do Galeão atingem 75% de execução

Até a Olimpíada, o local terá 59 novas pontes de embarque e mais 260 mil m² de pátio de aeronaves, além do novo píer



As obras de ampliação do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, previstas para 2016 alcançaram 75% de execução e a previsão é de que sejam concluídas em abril do ano que vem.O balanço foi divulgado nesta quarta-feira (4) pelo governo federal. O aeroporto deverá ter um adicional de 1,5 milhão de passageiros em relação ao seu fluxo normal ao longo das competições.
O aumento na estrutura do Galeão será ainda mais relevante durante as competições de vela, quando o Aeroporto Santos Dumont será fechado em determinados períodos, para não comprometer provas na Baía de Guanabara. O assunto foi definido pelo governo nesta quarta-feira (4), durante reunião do Comitê Gestor dos Jogos de 2016. Entre os dias 8 e 18 de agosto, o terminal ficará fechado das 12h40 às 17h10.
“A capacidade de um aeroporto é medida pela quantidade de voos por hora na pista, pela quantidade de aeronaves que é possível estacionar no pátio e pela quantidade de passageiros que é possível processar (embarque e desembarque do avião, check-in, raios-x, Polícia Federal e alfândega). Atualmente, o Galeão tem o dobro da capacidade de pista (quantidade de voos por hora) do pico de voos que o Santos Dumont receberia nessa janela de possível fechamento durante as Olimpíadas”, diz o texto da concessionária. Ou seja, há oportunidades para o Galeão.
A capacidade está sendo incrementada com a construção de um novo píer, com 100 mil metros quadrados, e 26 pontes de embarque. As obras incluem a instalação de 14 esteiras rolantes, 14 elevadores, seis escadas rolantes e mais espaço para áreas de Duty Free e salas vip. No Terminal 2, serão inaugurados 12 pórticos de raios-x, 12 elevadores e 15 escadas rolantes.
Até os Jogos de 2016, o local terá 59 novas pontes de embarque e mais 260 mil metros quadrados de pátio de aeronaves, além do novo píer. Durante a Copa, o aeroporto recebeu 2 milhões de passageiros. “Estamos tranquilos que nossa operação estará preparada para receber os Jogos Olímpicos com a qualidade compatível com os aeroportos de todo o mundo”, afirma o presidente da RIOGaleão, Luiz Rocha. 
Acessibilidade
De acordo com a RIOGaleão, no ano passado foi contratada uma empresa especializada em acessibilidade para a produção de um diagnóstico de melhorias necessárias no local para o acesso de pessoas com deficiência. O projeto de adaptações para 2016 conta com a instalação de pisos táteis de alerta nas escadas, rampas e elevadores.
Nos principais pontos de informação, serão projetados mapas táteis com especificações dos pavimentos do aeroporto. Além disso, a sinalização visual deverá ser revisada para a inserção de placas em braile. Por R$ 500 mil, o local ainda adquiriu um “ambulift”, veículo adaptado que conta com uma plataforma elevatória para o embarque de passageiros com deficiência.
Santos Dumont
O Aeroporto Santos Dumont também passa por reformas para receber mais turistas no ano que vem. Segundo a Infraero, já foram investidos R$ 80,7 milhões desde 2010 para melhorias na estrutura, como a conclusão do segundo pavimento, obra orçada em R$ 11 milhões e prevista para ser entregue em março. A reconstrução do pátio de aeronaves conta com investimento de R$ 46,5 milhões e está prevista para fevereiro.
Em relação à acessibilidade, o Santos Dumont realizou em setembro o Curso de Atendimento ao Passageiro com Necessidade de Assistência Especial, com a participação de 40 pessoas, entre funcionários da Infraero e de órgãos públicos presentes no aeroporto. O aeroporto conta com banheiros adaptados, rampas, elevadores, piso tátil, telefone público para surdos e balcões de check-in acessíveis.
Fonte: Brasil 2016

Nenhum comentário: