quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Rede Lucy Montoro realiza campanha para prevenção de lesões na coluna

A Rede de Reabilitação Lucy Montoro, uma das ações da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, realiza nos meses de janeiro e fevereiro a campanha “Cuidado, sua coluna é frágil!”, com o slogan "Não dê as costas para o perigo". Visa a prevenção de lesões na coluna em situações cotidianas, sobretudo na época do verão, quando as pessoas se expõem a mergulhos em piscinas e rios.


A necessidade de uma campanha de conscientização contra os acidentes que geram o Trauma Raquimedular, lesão na coluna vertebral que atinge a medula espinhal, foi verificada com base em resultados de uma pesquisa realizada pelo Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (HCFMRP USP), ao qual a Rede Lucy é associada.


De acordo com a pesquisa, o fator comum entre as várias causas de acidentes que lesionam a coluna, é a falta de cuidado pessoal, ou seja, por excesso de confiança, as pessoas se expõem a riscos. A pesquisa levantou que acidente com moto é a principal causa de traumas na coluna e a falta de equipamentos de segurança é responsável por metade desses traumas.

Também foi apurado que, dos traumas na coluna, 52% são causados por acidentes de trânsito e 36% são causados por queda de altura pequena, como lajes, telhados e muros. Mergulho em água rasa é a terceira maior causa de traumas na coluna.
Existem inúmeras situações do dia a dia que aparentemente são inofensivas, porém podem trazer dano. É importante que as pessoas mudem suas atitudes e passem a analisar e considerar os perigos que podem assumir quando negligenciam cuidados básicos, como o uso do cinto de segurança ou não mergulhar em local desconhecido.

Durante os meses de janeiro e fevereiro várias situações de risco serão divulgadas e algumas dicas específicas para cada ocorrência. Confira:  

  • Evite a falta de cuidado pessoal, acidentes acontecem onde menos se espera;
  • Analise e considere o perigo de todas as atividades, mesmo as que não demonstram riscos aparentes;
  • Use equipamentos de segurança (cinto de segurança, capacete, etc.);
  • Acredite: os acidentes podem acontecer com você;
  • Uma situação cotidiana ou um ato corriqueiro e repetitivo oferecem riscos;
  • Faça todas as suas atividades, mas tome os cuidados necessários.

MERGULHO EM ÁGUA RASA

                  
                  Imagem de rapaz sem camisa mergulhando em rio

Fique atento nesse verão! Acidentes graves acontecem ao mergulhar em lagos, rios, praias e cachoeiras sem os devidos cuidados. Aí vão algumas dicas para evitar lesões:

  • Evite mergulhar de cabeça quando não é possível visualizar perfeitamente o fundo ou quando não se sabe a profundidade do local;
  • Tenha certeza que a profundidade é adequada para mergulhar;
  • É melhor dar uma “barrigada” na água, do que uma “cabeçada” no fundo. Mergulhe em uma posição quase paralela à água, evite dar “pontas” onde o corpo entra quase perpendicular na água;
  • Evite mergulhar quando o local parece ser raso;
  • Não mergulhe de lugar muito alto, pois isso faz seu corpo entrar com mais velocidade na água;
  • Um pequeno impacto na cabeça já é suficiente para lesionar a coluna;
  • Mesmo que haja um local onde se sabe que é profundo evite mergulhar, pois é possível que em alguns centímetros de distância pode haver uma pedra, tronco ou mesmo ser mais raso;
  • Não se deixe levar pelas brincadeiras e provocações dos amigos que querem que você mergulhe de ponta.


ACIDENTE COM MOTO

                        
                 Imagem de motocilista com pessoa na carona e corpo inclinado para a direita

Você sabia que acidente com moto é uma das principais causas de traumas na coluna? Esses traumas não acontecem apenas com colisões, o garupeiro também é bastante exposto a acidentes causados em arrancadas bruscas, em andar ziguezagueando entre os carros, ao passar em buracos. Por isso, você que anda de moto, preste atenção às dicas:
  • Siga as leis de trânsito, elas existem para lhe proteger;
  • Evite trafegar em altas velocidades;
  • Evite manobras arriscadas ao desviar de carros, ultrapassar, circular entre veículos (sobre a faixa central), curvas fechadas, entre outras;
  • Redobre a atenção quando estiver conduzindo a moto com outra pessoa na garupa. Aceleradas bruscas, buracos e desviadas podem derrubar a pessoa que está de carona. A coluna e a cabeça são pontos expostos e de fácil impacto;
  • Use capacete certificado, na medida correta e com todos os itens de segurança em bom estado de funcionamento;
  • Nunca use capacete danificado, maior que a sua cabeça ou sem presilhas e viseira;
  • Nunca ingira bebidas alcoólicas antes de dirigir.


BRINCADEIRAS EM PISCINA

                           
                              Imagem: garoto dá salto e mergulha de ponta-cabeça em piscina

A piscina é um local excelente de lazer com aspecto inofensivo, mas que também oferece riscos. Quem se previne aproveita mais a vida. Não deixe de se cuidar e de curtir os momentos de lazer, veja as dicas:
  • Evite mergulhar com muita velocidade ou de lugares muito altos, quanto mais rápido você chegar ao fundo da piscina mais perigoso será;
  • Evite mergulhar com o corpo em um ângulo quase perpendicular na água, prefira uma “barrigada” a uma “cabeçada”;
  • Identifique a profundidade da piscina. O ideal é que a piscina tenha ao menos o dobro de sua altura para você mergulhar com segurança;
  • Evite brincadeiras de empurrar pessoas para dentro da piscina, é fácil escorregar e bater a base da coluna (lombar) ou nuca e a cabeça;
  • Evite pular na piscina com cambalhotas ou de costas;
  • Dentro da piscina não suba nos ombros de outras pessoas, não faça brincadeiras onde você pode cair próximo a borda, podendo assim bater a cabeça e coluna;
  • Evite pular da escada da piscina, o perigo aumenta quando a escada é feita de material escorregadio.



QUEDA DE LAJES E TELHADOS


                          
                         Imagem: rapaz segura pipa em cima de telhado



Consertar uma antena de televisão, um pequeno problema no telhado, buscar uma pipa, brincar ou curtir um sol na laje podem parecer atividades sem perigo. Você até considera a possibilidade de quebrar um braço ou mão, mas nunca se lembra da coluna e da cabeça. Porém, lesionar a coluna é mais fácil do que parece. A falta de cuidado das pessoas é o fator comum entre várias causas de acidentes, portanto seguem algumas dicas:
  • Não suba em telhados sem equipamentos de segurança;
  • Qualquer desequilíbrio de uma pessoa em uma altura de telhado ou laje pode gerar uma queda com consequências graves;
  • Conte com a ajuda de profissionais experientes e com equipamentos de proteção individual (EPIs);
  • Não fique distraído, andando, pulando ou brincando em lajes, qualquer descuido pode gerar uma queda;
  • Telhados com maior inclinação ou molhados oferecem ainda mais perigo.




ACIDENTE DE TRÂNSITO



                           
Imagem: mulher dentro de automóvel fala ao celular com uma das mãos e com a outra segura o volante 

Mais de 50% dos traumas na coluna são causados por acidentes de trânsito. Por isso é importante ficar atento aos cuidados básicos:

  • Não se distraia, fique sempre muito atento;
  • Não atenda ao telefone celular e nem faça chamadas;
  • Não envie mensagens SMS pelo celular;
  • Não cuide de crianças ou bebês enquanto dirige;
  • Não pegue coisas no banco de trás;
  • Não leia ao dirigir;
  • Você tem em média de 2 a 3 segundos para reagir a uma situação de perigo no trânsito. Se você estiver um pouco desatento já será o suficiente para se envolver em um acidente;
  • Fique sempre com as duas mãos no volante e os olhos no trânsito;
  • Use sempre o cinto de segurança, não importa se você vai andar apenas alguns metros, o acidente pode estar lhe esperando na esquina;
  • Respeite as leis e sinalização de trânsito, isso é para o seu próprio bem;
  • Mantenha seu carro revisado.

Confira alguns vídeos e depoimentos sobre o assunto no site: www.colunafragil.org.br

Nenhum comentário: