sábado, 23 de abril de 2016

Atletas brasileiros fecham primeiro dia de provas no Open Internacional de Natação com 30 medalhas

    Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB
    22/08/2016 - Brasil, Rio de Janeiro, Estádio Aquático Olímpico - Natação - Vanilton Filho. ©Marcio Rodrigues/MPIX/CPB

O Brasil teve grande desempenho no primeiro dia de provas do Open Internacional Caixa Loterias de Natação Paralímpica. No total, os atletas do país subiram 30 vezes ao pódio, sendo seis vezes no primeiro lugar, nove no segundo e 15 no terceiro. As disputas seguem neste sábado e domingo, no Estádio Aquático do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

A sessão noturna desta sexta-feira foi animadora para os brasileiros. O objetivo maior da maioria dos nadadores era buscar os índices necessários para conquistar a vaga nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, em setembro. E com essa missão em mente, alguns atletas chamaram a atenção durante as provas.

Na classe S9, Vanilton Nascimento teve destaque por ter batido o recorde das Américas dos 100m livre da classe duas vezes. Nas eliminatórias, durante a manhã, nadou a distância em 57s58 e estabeleceu a nova marca do continente. 

O recorde durou só até a final da disciplina, no começo da noite. Vanilton baixou em mais dois centésimos o tempo da manhã para ficar com a medalha de ouro.

“Nas eliminatórias fiquei bem feliz e agora achei melhor ainda. Baixei em dois centésimos e esse tempo já se aproxima do índice para os Jogos, o que me deixa um pouco mais tranquilo. A grande alegria foi poder nadar neste evento teste, ganhar essa medalha. Agora é aumentar bastante o treino e chegar em Portugal, no Europeu, e tentar buscar esse índice”, contou Vanilton Nascimento.

Outro que ganhou destaque nas provas noturnas foi Andre Brasil, que venceu as duas provas em que disputou: os 100m livre e 100m borboleta da classe S10. O multimedalhista já tem índice para os Jogos Paralímpicos, conquistado na prova dos 100m livre, e se mostrou bem à vontade com a competição.

“Sei que cometi muitos erros e acertos. Mas é um evento teste, assim como foi o Maria Lenk, e o resultado poderia ter sido um pouco melhor porque a gente sempre quer um pouco mais. Meu técnico vem conversando comigo muito sobre degraus. Desde que me machuquei, em 2014, venho nessa pegada de construir o resultado. Voltei a nadar muito bem no ano passado, fiz os melhores tempos no Mundial e no Parapan e hoje viemos para mais um degrau. Sei que não tenho mais 25 anos, então tenho que preservar muito meu descanso. Disse que vim aqui me divertir, mas vou continuar me empenhando sempre”, analisou Andre.

Outro multicampeão do país a cair na água foi Daniel Dias. O atleta da classe S5 levou um bronze nos 50m livre das classes S5 e S6. A prova era bastante esperada pela presença do americano Roy Perkins, o principal rival de Daniel nesta prova. Porém, por um problema de atraso para a câmara de chamada, Perkins não pôde competir na prova.

Confira as medalhas conquistadas pelo Brasil nesta sexta-feira:

Ouro
– Andre Meneghetti, nos 100m borboleta S11
– Thomaz Matera, nos 200m medley SM13
– Vanilton Nascimento, nos 100m livre S9
– Andre Brasil, nos 100m livre S10
– Andre Brasil, nos 100m borboleta S10
– Matheus Rheine, nos 100m livre S11

Prata
– Beatriz Carneiro, nos 200m medley SM14
– Alan Augusto Santos, nos 200m medley SM13
– Talisson Glock, nos 200m medley SM6
– Joana Neves, nos 100m livre S5
– Ítalo Gomes, nos 100m livre S7
– Letícia Freitas, nos 100m borboleta S13
– Phelipe Rodrigues, nos 100m livre S10
– Caio Amorim, nos 100m livre S8
– Felipe Caltran, nos 200m medley SM14

Bronze
– José Luiz Perdigão, nos 100m borboleta S11
– José Luiz Perdigão, nos 200m medley SM11
– Debora Carneiro, nos 200m medley SM14
– Roberto Alcalde, nos 200m medley SM6
– Susana Schnarndorf, nos 100m livre S5
– Lucas Simões, nos 100m livre S7
– Camille Rodrigues, nos 100m livre S9
– Ruiter Silva, nos 100m livre S9
– Mariana Gesteira, nos 100m livre S10
– Adriano Lima, nos 100m livre S6
– Ronaldo Bezerra, nos 100m livre S8
– Cecília Araújo, nos 100m livre S8
– Daniel Dias, nos 50m borboleta S5-S6
– Lucas Mozela, nos 200m medley SM9
– Gabriel Souza, nos 100m borboleta S8

Público
Serão distribuídos 600 ingressos por sessão na entrada principal do Parque Olímpico da Barra, na Avenida Abelardo Bueno. O quiosque para retirada abrirá uma hora antes de as provas começarem. Não haverá estacionamento no local e não será permitida a entrada de táxi ou outros veículos não credenciados no parque.

Programação da competição:

23/4- Sessão 1 – Das 9h30 às 14h40
Sessão 2 – Das 19h – 21h20
24/4 – Sessão 1 – Das 10h30 às 12h50

Siconv
A participação das Seleções Brasileiras de jovens e principal de paranatação no Open Internacional Caixa Loterias é custeada por um convênio entre o Ministério do Esporte e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Patrocínio
As equipes de natação têm patrocínio da Caixa Loterias.

Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: