sábado, 16 de abril de 2016

Estudo finalmente confirma que Zika vírus causa microcefalia

Pesquisa do CDC também conclui que Zika vírus causa anomalias cerebrais graves

                                    Logo do CDC em azul e branco.

Um estudo conduzido pelo Centro de Controle de Doenças americano (CDC), principal instituição de saúde dos Estados Unidos, confirmou que a infecção por Zika vírus é mesmo a causa da microcefalia e outras más formações cerebrais graves em bebês. Embora não traga novos dados para o caso, o estudo publicado no periódico especializado New England Journal of Medicine é o primeiro a concluir e afirmar categoricamente a relação de causa entre Zika vírus e a Microcefaia.

“O estudo marca um ponto de virada na epidemia do Zika. Está claro agora que o vírus causa microcefalia”, disse o diretor do CDC, Tom Frieden, em comunicado emitido pelo órgão. Ele ainda afirma que estão lançando novos estudos para determinar outros efeitos no cérebro e problemas de desenvolvimento que a infecção possa causar.

Publicidade
Para chegar à conclusão, o CDC analisou uma série de pesquisas sobre o tema. O CDC afirma que “os achados de uma série de estudos recentemente publicados e uma avaliação cuidadosa, usando critérios científicos estabelecidos, embasam as conclusões dos autores”.

Segundo o documento, “enquanto uma importante questão sobre causalidade foi respondida, muitas outras questões permanecem e respondê-las será o foco das novas pesquisas em andamento, para aprimorar os esforços de prevenção do problema, o que pode ajudar a reduzir os efeitos da infecção por Zika vírus durante a gravidez”.

Além do Brasil, ao menos 40 países já registraram casos de contágio pelo Zika vírus. No Brasil, considerado o centro da recente epidemia, mais de sete mil casos suspeitos de microcefalia foram notificados desde o início do surto em outubro de 2015.

Nenhum comentário: