segunda-feira, 18 de julho de 2016

Classificada para os Jogos Paralímpicos, Márcia Menezes leva o ouro no Circuito Loterias Caixa e planeja próximas marcas

17/07/2016 - São Paulo, 2ª Etapa Nacional Circuito Loterias Caixa - Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro - Marcia Menezes. ©Daniel Zappe/MPIX/CPB
Marcia tentou o recorde brasileiro, mas não validou o movimento. Foto: Daniel Zappe/CPB/MPIX

O domingo foi de comemoração contida para Márcia Menezes, atleta classificada para os Jogos Paralímpicos. A paranaense ficou com a medalha de ouro entre as atletas do peso pesado (unificado até 79kg e até 86kg), com 112kg na barra, e só não comemorou mais porque a tentativa para quebra de recorde brasileiro, com 118kg, não foi validada pelos árbitros.

“Fico frustrada quando tento o recorde e não quebro. Eu treino e venho aqui competir para isso. Fica a frustração, mas também vem a vontade de chegar logo a próxima competição para fazer melhor. Agora jé estou em um grau de preparação maior, o trabalho é mais intenso e a força está sobrando. Quero quebrar esse recorde nos Jogos Paralímpicos e brigar por uma medalha lá. Aqui 118kg subiu, mas cometi erro na técnica. No Rio vou para 122kg. Esses quatro quilos a mais me colocam em briga pelo pódio”, analisou Márcia.

Junto com Márcia, subiram ao pódio Josilene Ferreira, com 100kg, e Elizete Araújo, com 85kg. Na divisão até 73kg, Amanda Souza (80kg), Ana Lúcia Pandolfi (54kg) e Maria Rita Oliveira (42kg) formaram o pódio. No masculino, o chileno Cristian Mora (175kg), Giliard Chud (165kg) e Sidnei Gomes (141kg) foram os premiados na divisão até 107kg. Entre os atletas com mais de 107kg, o campeão foi Christian Porteiro, com 165kg, e o medalhista de prata foi Maikon Pessoa, com 150kg.

O Circuito
O Circuito Loterias Caixa é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e patrocinado pelas Loterias Caixa. Este é o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo, natação e halterofilismo. Composto por quatro fases regionais e três nacionais, tem como objetivo desenvolver as práticas desportivas em todos os municípios e estados brasileiros, além de melhorar o nível técnico das modalidades e dar oportunidades para atletas de elite e novos valores do esporte paralímpico do país.

Patrocínios
A equipe brasileira de paratletismo tem patrocínio das Loterias Caixa e da Braskem.

As equipes de natação e halterofilismo têm patrocínio da Loterias Caixa.

Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: