quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Atletas brasileiros do atletismo e da natação fazem preparação para o Rio 2016 fora do país

Daniel Dias (à esquerda) e Andrey Garbe estão em treinamento na Espanha até o fim do mês. Foto: Divulgação/CPB
Daniel Dias (à esquerda) e Andrey Garbe estão em treinamento na Espanha até o fim do mês. Foto: Divulgação/CPB

Um total de 10 atletas do atletismo e da natação estão fora do Brasil treinando em altitude em preparação para os Jogos Paralímpicos. As duas modalidades somam 93 convocados para o Rio 2016 e são as maiores dentro da delegação brasileira nos Jogos, que começam em 7 de setembro.
Cinco atletas da natação estão divididos pela América do Norte e pela Europa. Três encontram-se em Flagstaff (2.100m), nos Estados Unidos: Andre Brasil, Carlos Farrenberg e Talisson Glock. O trio treina na Northern Arizona University.
Já o multimedalhista Daniel Dias e o jovem Andrey Garbe estão em Sierra Nevada (2.320m), na Espanha. Os dois preparam-se desde a última sexta-feira, 5, no Núcleo de Alto Rendimento (CAR) da cidade.
Segundo um dos técnicos da Seleção da modalidade, Marcos Rojo, que acompanha Daniel e Andrey em terras espanholas, esse tipo de treinamento é habitual dentro do esporte de alto rendimento, com o objetivo de um melhor desempenho na piscina.
“As trocas físicas induzidas pela altitude atuam como um forte estímulo para o organismo do atleta, originando respostas tanto a curto, quanto a longo prazo. Estas trocas podem ser aproveitadas em determinadas circunstâncias para a melhora do rendimento desportivo”, explica Rojo.
No atletismo, cinco atletas – Odair Ferreira, Renata Bazone, Alex Douglas Pires, Edneusa de Jesus e Yeltsin Francisco – e seis atletas-guia – Carlos Antonio, Eriton Nascimento, Fernando Júnior, Luis Agripino, Guilherme Ademilson e Tito Sena – fazem preparação na altitude de Paipa, na Colômbia. O local está a 2.500m acima do nível do mar.
Na volta ao país, no fim de agosto, eles se juntam ao resto da delegação verde e amarela para a aclimatação pros Jogos, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo.

Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: