quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Mulher pede para ter a perna amputada após sofrer 9 anos com dores terríveis

Hope Gordon tem CRPS, condição rara que causa dores constantes nos membros

Do R7

                      Foto: Reprodução/DailyMail
                      


Uma jovem nadadora de 21 anos decidiu que teria sua perna amputada após anos angustiantes de dor intensa no membro, causada por uma condição rara chamada CRPS (Síndrome de Dor Regional Complexa, na sigla em inglês). A passagem da infância para a adolescência foi uma tortura para a britânica Hope Gordon, que sofria com cada toque ou cada movimento que sua perna fazia. As informações são do portal de notícias britânico DailyMail

Quando procurou o serviço de saúde pública do Reino Unido, NHS (Nacional Health Service), para poder amputar a perna que tanto a atormentava, Hope recebeu diversos 'nãos'. Segundo a jovem, os médicos diziam que a operação não garantiria o fim da dor, uma vez que os nervos continuariam ligados. Então, aos 16 anos e refém de uma cadeira de rodas, a jovem decidiu fazer uma campanha online para arrecadar fundos e bancar a cirurgia em um hospital particular

Eu vivia com uma perna que parecia estar permanentemente em chamas e envolta por arame farpado. Eu sei que algumas pessoas vão me julgar e achar que eu cometi um grande erro. Mas quem nunca viveu com esse tipo de dor não tem dimensão de como é ter essa doença. Depois de muita pesquisa, descobri que a amputação seria a única forma de eu voltar à vida.

Hope, cujo nome significa 'esperança' em inglês, conseguiu arrecadar R$ 42 mil (10 mil libras) após lançar uma campanha na internet para que pudesse realizar seu maior sonho, o de retirar a angústia que era sua perna

O procedimento ocorreu na terça-feira (1), no hospital Blackpool, em Lancashire, e durou 1h30. A perna de Hope foi amputada do joelho para cima, para que ela possa colocar uma prótese assim que se recuperar. A cirurgia só ocorreu depois de uma avaliação psicológica para discutir como a amputação poderia impactar na vida da jovem e para ver se ela tinha considerado seriamente todos os prós e contras, bem como os riscos envolvidos na operação.

Até agora, para a surpresa da equipe médica que realizou a operação, Hope não sentiu nenhum sinal da dor que acometia os nervos de seu corpo


Nenhum comentário: