domingo, 18 de setembro de 2016

Basquete masculino fica em quinto lugar, sua melhor colocação em Jogos Paralímpicos

Por Flávia Ribeiro

Cezar Loureiro/MPIX/CPB
Imagem
Leandro Miranda foi o cestinha da partida, com 24 pontos

Um jogo emocionante, disputado cesta a cesta até o último segundo, deu ao basquete em cadeira de rodas brasileiro sua melhor colocação até hoje em Jogos Paralímpicos: um quinto lugar suado, conquistado após a vitória por 70 a 69 sobre a Austrália na tarde deste sábado, 17, na Arena Olímpica do Rio. A Austrália, campeã olímpica em Pequim 2008, começou na frente, mas sem conseguir botar uma distância grande no placar. Na metade do segundo quarto, o Brasil passou a frente pela primeira vez. A partir daí, as duas seleções passaram a se alternar na frente do marcador até o final, quando a Seleção Brasileira venceu com um ponto de diferença. A torcida presente na Arena comemorou como se fosse uma medalha.

“Para nós, também foi como ganhar uma medalha. Foi nossa melhor classificação, e contra a equipe campeã de 2008. A gente veio com o propósito de fazer o melhor, e antes o nosso melhor havia sido um nono lugar em Pequim. Nem nos classificamos para Londres. Então esse quinto lugar é importante, especialmente diante dessa torcida”, disse Junior da Silva.

O Brasil investiu em um jogo defensivo sólido. Cestinha da partida, Leandro Miranda se destacou tanto no ataque, com 24 pontos, quanto na defesa, com 15 rebotes. Formou uma dupla sólida com Marcos Sanchez, que marcou 17 pontos e deu 16 assistências. “Nosso objetivo era fazer bons jogos. O bom resultado seria consequência. E a torcida foi o sexto homem desde o começo do campeonato, sempre apoiando, independentemente do resultado”, comentou Leandro.

Segundo o técnico Tiago Frank, a meta era chegar pela primeira vez às quartas de final e ficar entre os sete. “Para nossa alegria, ficamos em quinto. A equipe hoje se comportou como a seleção que queríamos ter visto em todos os jogos, e que chegamos a ver também na partida contra o Irã. Esse público merecia essa seleção”, afirmou o treinador.


Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: