sábado, 22 de outubro de 2016

Anestesista com Asperger supera suas dificuldades para salvar vidas


Som de diferentes aparelhos médicos, luzes brilhantes, cheiro de cimento ósseo, muitas pessoas falando ao mesmo tempo e mais importante: uma vida para ser salva. Com certeza, não é o ambiente que você esperaria encontrar uma pessoa com Asperger trabalhando.

No entanto, essa é a rotina de mais de 28 anos da anestesista americana especializada em neurocirurgia Anita Lesko.O mais surpreendente é que Anita só foi diagnosticada com Asperger aos 50 anos, após anos de profissão, quando um colega de trabalho comentou sobre as características do filho.

                                          anita lesko 3 500px

Embarcar nessa carreira não foi fácil, Anita teve que enfrentar as questões sensoriais para entrar na sala de cirurgia e aprender a ser flexível para interagir com muitas pessoas. Ela acredita que atendeu mais de 50.000 casos e interagiu com mais de 1 milhão de pessoas.

“Sei que muitas pessoas com transtorno do espectro autista têm um emprego, o que é ótimo. Mas é raro encontrar alguém que trabalha com alto stress e muita interação social. Quero ser uma inspiração para os outros e mostrar que é possível conseguir grandes coisas, se você se for além de sua zona de conforto e seguir seus sonhos” disse Anita.

                                       c7289a2f17f96a2d5cd67948292c9439

Fontes: mighty.com - olhanosaqui.com.br

Nenhum comentário: