quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Taxista denuncia cadeirante por fraude após ela não pagar corrida

No final de semana, outro taxista também a denunciou.Caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Colorado do Oeste.

Aline Lopes Do G1 Vilhena e Cone Sul

Tarifa do táxi tem reajuste em São José dos Campos (Foto: Divulgação/Prefeitura de São José dos Campos)
Taxista denunciou passageira por fraude (Foto: Divulgação/Prefeitura de São José dos Campos)

Um taxista da cidade de Colorado do Oeste (RO), no Cone Sul, procurou a Polícia Militar (PM) após uma cliente cadeirante, de 36 anos, fazer uma corrida de R$120 até Cabixi (RO) e não pagar. Conforme a polícia, outro taxista já denunciou a mulher pela mesma situação no final de semana. Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Colorado do Oeste pelo crime de fraude.

Segundo o taxista, que preferiu não se identificar, no final da tarde da última terça-feira (18) a mulher o procurou para saber se ainda tinha vaga para uma corrida com outros passageiros até Cabixi. Porém, o profissional explicou que não trabalha com esse tipo de serviço e ela aceitou fazer o trajeto fretando o carro inteiro.

“Informei que a corrida iria sair por R$120, pois são quase 50 quilômetros até lá, e ela não se opôs em nenhum momento. Quando chegamos ao destino, ela mexeu na bolsa e disse que havia perdido o dinheiro”, relatou o taxista.

Em seguida, a mulher teria pedido para que o homem a levasse até uma agência bancária para retirar a quantia e pagá-lo. No entanto, ao chegar no local, a funcionária que os atendeu verificou que não havia saldo na conta há muito tempo.

Do lado de fora da agência, o taxista solicitou para que ela pelo menos pagasse a despesa de combustível que ele teve. “Ela começou a erguer a voz e chamei a polícia para que ela não dissesse para outros uma outra história em que eu seria o vilão”, contou o taxista.

A PM chegou ao local e registrou um boletim de ocorrência pelo crime de fraude. A mulher foi liberado após o procedimento. De acordo com a delegacia, no final de semana outro taxista havia denunciado a mulher pelo mesmo crime. O G1 tentou entrar em contato com a suspeita, mas até o fechamento desta reportagem não obteve retorno.

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: