quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Família de Schumacher já gastou R$ 110 milhões em tratamento, estima jornal.

AFP PHOTO JEAN-CHRISTOPHE VERHAEGEN
Michael Schumacher pela Ferrari em 2004
Michael Schumacher pela Ferrari em 2004

Do UOL, em São Paulo

Os gastos da família de Michael Schumacher com cuidados médicos ao ex-piloto alemão, tratado sob sigilo absoluto desde que sofreu um grave acidente de esqui, há quatro anos, somam mais de 28 milhões de euros (cerca de R$ 110 milhões), segundo estimativa divulgada pelo jornal catalão "As" nesta terça-feira.

De acordo com a publicação, toda a estrutura necessária para que Schumacher receba tratamento em casa custa 140 mil euros (R$ 549 mil) por semana. Ele teve alta do hospital em setembro de 2014, e desde então fica trancafiado na residência da família, na Suíça.

Sete vezes campeão mundial de Fórmula 1, Schumacher chocou-se com uma rocha ao praticar esqui em um hotel nos Alpes suíços, em dezembro de 2013. O alemão ficou mais de seis meses em coma. O estado real de saúde do ex-piloto da Ferrari é assunto confidencial entre amigos e parentes.

Segundo a revista norte-americana "Forbes", Schumacher ganhou 840 milhões de euros (R$ 3,2 bilhões) na carreira, entre salários, premiações e acordos com patrocinadores.

Nenhum comentário: