terça-feira, 29 de maio de 2018

Usuários reclamam de problemas nos elevadores no prédio da Secretaria de Desenvolvimento Social em Juiz de Fora

Secretaria garantiu que há um elevador em pleno funcionamento que permite a acessibilidade ao prédio e que busca soluções para colocar o outro em funcionamento.

Por MGTV

Reunião do Conselho da Pessoa com Deficiência foi improvisado no térreo (Foto: Reprodução/TV Integração)
Reunião do Conselho da Pessoa com Deficiência foi improvisado no térreo (Foto: Reprodução/TV Integração)

As condições de acesso ao Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos são contestadas por usuários em Juiz de Fora. O setor passou a funcionar, desde o dia 17 de maio, no 7º andar do prédio da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) na Rua Halfeld, no Centro. Segundo os entrevistados relataram ao MGTV, os elevadores estragam com frequência.

A Secretaria de Desenvolvimento Social se posicionou em nota sobre a situação e as providências em andamento para permitir acesso ao setores que funcionam no prédio.

Problemas de acesso

O Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos funcionava no térreo de uma loja na Rua São Sebastião, oferecendo acessibilidade aos usuários.

A presidente do Conselho da Pessoa com Deficiência, Valéria Andrade, contou que teve que fazer uma reunião na portaria do prédio da SDS porque os elevadores não estavam funcionando, não tendo acesso ao andar onde funciona o departamento. Ela mostrou imagens de que a reunião foi improvisada e os integrantes do conselho didiviam espaço com outras pessoas que passavam pelo local.

"Só tem um elevador funcionando, uma demanda aqui muito alta e, na véspera ou antes um pouco houve uma mudança que sobrecarregou e quebrou uma peça. Primeiro senti raiva, fiquei irritada com a situação quando cheguei. Depois, um sentimento de impotência, de cansaço e, em seguida, constrangimento e abandono", lamentou.

O coordenador da Comissão de Acessibilidade do Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Wellington Cavalcanti, afirma que há cerca de quatro anos o elevador funciona de forma precária, o que fere os direitos da pessoa com deficiência.

"Principalmente o direito de ir e vir, a segurança, a pessoa que sobe neste elevador não tem certeza de que a integridade dela sera mantida. Toda semana tem gente da equipe para fazer manutenção, mas nunca consertam o elevador. Eu fico até com medo de utilizar o equipamento, que é essencial", criticou.

Usuários criticam acesso aos setores dos Conselhos e da SDS por causa de problemas nos elevadores no prédio da Rua Halfeld (Foto: Reprodução/TV Integração)
Usuários criticam acesso aos setores dos Conselhos e da SDS por causa de problemas nos elevadores no prédio da Rua Halfeld (Foto: Reprodução/TV Integração)

Posicionamento da SDS

A Secretaria de Desenvolvimento Social disse que a mudança do Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos foi pra aproximar o setor da gestão municipal.

No edifício também funcionam o Programa Bolsa Família, os Conselhos Tutelar Centro-Sul e do Idoso e a Secretaria de Desenvolvimento Social. Existem dois elevadores no edifício, mas no dia que a reportagem do MGTV esteve no local só um funcionava.

Em nota, a Secretaria informou que a dificuldade de acesso foi apenas uma vez após a mudança do departamento para o prédio na Rua Halfeld. E quando os servidores detectaram o problema, buscaram a solução e o elevador voltou a funcionar em menos de duas horas.

Quanto ao funcionamento do outro elevador, a secretaria explicou que vem tentando comprar uma peça por meio de licitação. No entanto, nenhuma empresa se interessou. A pasta reafirmou que está realizando os trâmites legais e jurídicos para que o segundo elevador volte a funcionar o quanto antes.

A secretaria garantiu que há um elevador em pleno funcionamento que permite a acessibilidade ao prédio.

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: